segunda-feira, 23 de agosto de 2010

PÁGINA DO DIÁRIO DE UM PAI.



DIA 23 DE NOVEMBRO DE 1985


" À mãe do meu filho ,ao meu filho, que é um ele próprio que amo, a todas as mães e pais, sobretudo, aos que têm de partir, nas noites de Domingo, para bastante longe"


Bem, meu filho, a vida do teu pai é acidentada. Há bastante que não estou contigo. Hoje, estive, mas praticamnente só dormistes, e quando estavas acordado querias mamar. És um mamão, João, ou choravas.Falei contigo, mas não obtive respostas, nem nenhum sorriso.


Logo pela manhã a tua mãe e eu tivemos de pôr-te a evacuar. Introduzimos uma sonda no teu rabinho, e muita m... inha deitaste.


À noite a tua mãe, a tua tia, Ana, e eu demos-te banho.


Hoje fizemos muitas fotografias.


Durante a noite a tua mãe chorou, pensa que pode não saber tratar-te do melhor modo.Mas serás tão chorão, como a tua mãe?


É engraçado, pensar no que serás amanhã. Neste momento és um estranho, não definido, ninguém sabe o que puderás vir a ser. Nós queremos que sejas tu - tu próprio. Mas será que nós, de facto, queremos que tu - sejas tu próprio, ou, sim, um tu próprio, que nos agrade, que esteja dentro do nosso modo de ver e aceitar as coisas?


Porém, se tu vieres a ser um eu próprio diferente do que nós desejamos, qual será a nossa posição, perante esse eu, que não entendemos e teremos dificuldade em aceitar?


Gostávamos que fosses alegre, inteligente, bem relacionado, que fosses amado e amasses, que a vida fosse para ti um verdadeiro hino de alegria, que o Sol da boa disposição e da saúde te acompanhassem sempre, e que gostasses sempre e bastante da tua mãe, já não digo tanto de mim. A vida já me endureceu.


A tua mãe é muito sensível, precisará muito de ti, e tu deverás de dar-lhe tudo o que um filho deve oferecer à mãe - amor desinteressado.


Deves dar-lhe o amor puro, aquele que nunca lhe poderei dar. No meu amor há muito de sexo e atracção pela beleza física, etc.


Nunca esqueças, que a tua vida, mais do que a outra pessoa, deves à tua mãe. O papel do pai é mais simples e cómodo. O da mãe é muito difícil e complicado.


um beijo


teu pai


joão


PS: O meu filho nasceu em 28 Outubro de 1985, então, era eu, capitão, e estava na Figueira da Foz.Ele nasceu numa segunda-feira, só na sexta, por ordem desumana do meu comandante, o pude ver. Grandes chefes! Mas este mesmo chefe, quando colocado em Lisboa, saía à quinta para a Figueira e só regressava à terça. Grande coerência!


Quando releio estas páginas, e sobretudo as partidas, após dois dias, os de fim-de-semana, de presença em casa corre-me uma lágrima pela cara.
Reli estas páginas, depois de ter lido um poema da Ester acerca do nascimento da sua filha. Também no dia do nascimento do meu filho escrevi um longo texto de boas vindas para ele, quando contemplava os céus da Figueira e pedia Paz para que o meu filho e todas as crianças crescessem num ambiente de felicidade.

6 comentários:

Ana Daya disse...

Desarmaste-me com este texto lindo!

Como pode um homem saber o que eh ser mae desta maneira?

Profundo e belo, ainda mais vindo de um homem!

“Gostávamos que fosses alegre, inteligente, bem relacionado, que fosses amado e amasses, que a vida fosse para ti um verdadeiro hino de alegria, que o Sol da boa disposição e da saúde te acompanhassem sempre, e que gostasses sempre e bastante da tua mãe, já não digo tanto de mim. A vida já me endureceu.”
Que os desejos para o teu filho se tenham tornado reais, pelo menos alguns!

Beijo
Ana Rute

andrade da silva disse...

Ana

Sim tudo o que desejei em relação ao meu filho, que era muito, bastante se realizou e sobretudo é um óptimo rapaz, bastante amigo da mãe e do pai.
bjnho
joão

ester cid pita disse...

lindo texto!
cheio de ternura carinho amor!
Que pai tão maravilhoso!
fiquei muito emocionada com estas palavras!Que bom seria que todas as crianças do mundo fossem amadas assim!
Que o sol do meu alentejo aqueça sempre o coração e a vida do João pai e do joão filho.
beijinho ester

azinheira sou eu disse...

que ternura meu capitão de abril

de certeza que o teu menino tem dado muitas alegrias ao pai e à mãe

bjnh

andrade da silva disse...

Ester e Rosalina

O meu filho diz por altura dos aniversários do pai e da mãe que tem os melhores pais. Ele é um grande filho e de certeza que tem a melhor mãe com quem vive e de certeza que ele é o melhor filho.

Ester o pai foi, é um pai tão normal, como é tão normal, como pessoa, somente é sensível, amante e um cidadão com comportamento que se esforça por ser naturalmente moral.

bjos
joão

andrade da silva disse...

A mãe do meu filho acerca deste texto mandou-me por SMS uma linda mensagem que guardo.
bjo para ti Graça
joão