segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

FERIDAS DA REVOLUÇÃO

Couço agosto 75 Capitão  do MFA Amilcar Rodrigues, a jovem e linda camponesa de pés descalços. MY GOD!


Victor Hugo Bernardino diz:

Vale sempre a pena fazer aquilo que gostamos e entendermos por bem.

Agora, a intervenção na Reforma Agrária? Para que serviu?

Para os seus tutores "coordenadores" e amigos se encherem e darem cabo de tudo ao desbarato? Foi para isso que serviu?

Me desculpe o desabafo, mas sei do que falo, quem fui politicamente, nunca o nego, nem negarei, mesmo nos últimos suspiros. Sei que muitos o negam para parecerem defensores da "liberdade" desta "democracia" que, infelizmente, chafurda dentro deste monumental "Bananal de Merda" cada vez mais podre e fedorento, mas de bolsos cheios, a rirem-se dos camelos, como eu, a vê-los serem libertados pelo sistema que criaram para bem deles.

BILHETE POSTAL:


PAZ,JUSTIÇA, DESENVOLVIMENTO

Caro Victor Hugo

Como disse, em 1975, a Reforma Agrária nunca se fez, e a revolucionária precisaria de meios e da LEI que saiu muito atrasada.

INDUBITAVELMENTE, como todas as provas provam, se tivessem dado ao MFA os meios que solicitei : engenheiros agrónomos, gestores e juristas e a lei, como TODOS SABEM e não lhes interessa revelarem, na vasta zona de Alcácer a Évora, se Pezarat Correia não me tivesse tirado - porque quis, da zona de intervenção do Couço a Mora e Montemor - as coisas teriam sido outras, e, também, se no contexto das comissões paritárias não tivesse havido sabotagens ou dos proprietários, e, ou do governo e, ou dos sindicatos a panorâmica agrícola do Alentejo e do país tinha mudado para melhor: com agro- pecuária no Alentejo , coexistindo a propriedade privada, cultivada; cooperativas e, se ,e quando, necessário propriedade estatal; e o emparcelamento agrícola a norte.

Na Revolução é a Revolução que comanda os acontecimentos, em Portugal, ou em qualquer parte da Terra e mesmo em Marte, quando lá houver revoluções, foi .é e será assim .Todavia na Revolução de Abril faltou quase tudo e continua a faltar. No Alentejo deram-se, nestes tempos pós 25 Novembro vergonhosas indemnizações para não produzir.

Houve ocupações mal feitas, o MFA, desocupou algumas, e evitamos outras, por exemplo, a herdade de Palma, em Casebres, onde, antes tinham detido na Casa do Povo o meu camarada Major Chumbinho, logo, houve erros, mas a lei Barreto é uma monstruosidade Inconstitucional face à constituição de 76,que foi uma bomba de “napalm” sobre tudo e todos: destruição de culturas, empregos e mortes
Todavia, pós 25 de Novembro 75, disse ao meu camarada tenente coronel Galamba de Castro (camarada que me recebeu em Lisboa, quando a 27 de Novembro 75 Pezarat Correia me deu alguns minutos para abandonar a Região Militar ) que novamente erravam, ao tirarem-me do Alentejo, porque, poderia ajudar a corrigir erros, sem matanças.

Nesta altura por ordem do Sr. general Eanes estudei muitas reformas agrárias do Mundo, desde as franquistas à israelita que, em 1976, achava um modelo adequado para Portugal.

Em 1976 ainda escrevi sobre o sonho que sonhara para o Alentejo, mas, rotularam-me de comunista, e entregaram-me, sem protesto de NINGUÉM, aos FLAMISTAS DA MADEIRA para ME MATAREM, o que ia, acontecendo, em 18 de Abril 1976. Tive de me defender, contra o Gang “ Os diabos á Solta”, depois fui preso por 2 anos ,e tratado com um perigoso bandido. Tinha 26 anos, acompanharam-me, então, muitos camaradas, ente outros: Carlos Fabião, Otelo, Vasco Gonçalves, Ferreira de Sousa, Duran Clemente, Golias, Lameirinhas, Miranda, Reis Vermelho, Pinto Soares, Cruz Oliveira, Dinis de Almeida, Custódio Pereira, Mário Tomé, Luis Sequeira, Torres, Matos Borges, Barbosa Pereira, Major Rapola; Brisses de Carvalho, Almada Contreiras, 1º sag Pina, Matos Serra e, entre os civis dezenas / centenas de alentejanos : Inocêncio ,Pias, Modesta, dezenas de amigos das UCP, Zeca Afonso, Dr. Sítima e Crisóstomo, D. Helena, a Joaquina, muitos amigos de Almada, os meus advogados Drs Xencora Camotim e Goucha Soares etc. etc, contudo, nunca recebi qualquer mensagem de qualquer politico.... coisas...

Nestes transcursos, defendi junto do Conselheiro de Estado , o nosso concidadão Ramalho Eanes, nos 30 anos de Abril que era tempo do Estado Português pedir desculpas aos que foram injustamente feridos com o 25 de Abril 74, desde logo, os que foram mortos e as vitimas do cruel processo da colonização fascista que conduziu a uma descolonização cheia de tragédias.
Contudo, foi uma tarefa maior no Alentejo, do MFA e também dos partidos, de entre estes, sobretudo, do PCP termos evitado o derramamento de sangue durante a revolução. No Alentejo CONSEGUIMOS!...... FOI UMA GRANDE VITÓRIA QUE O 25 de NOVEMBRO 75 NÃO RECONHECEU, e, COM ISSO, FEZ UM MAL TERRÍVEL À NAÇÃO PORTUGUESA.

MAS EIA :

UM DIA PODERÁ SER ASSIM:


A HUMANIDADE TERÀ DE VENCER!

andrade da silva

domingo, 22 de janeiro de 2017

DAVOS PODRE MORRE E....?????








Fórum de Davos em 2017

será maior de todos os tempos, segundo organizadores .A edição de 2017 do Fórum Econômico Mundial de Davos, na Suíça, promete ser a maior reunião de todos os tempos desde o início da sua fundação, em 1971. De acordo com dados da organização, já se cadastraram mais de 3 mil participantes de 100 países diferentes, incluindo 1.200 presidentes de empresas. Há expectativa também de participação de 300 agentes públicos e mais de 50 chefes de Estado e de governo. A lista de participantes pode ser divulgada ainda nesta terça-feira, 10, pelo evento, que começa dia 17 e vai até o dia 20 de Janeiro. ....”

Sábado, 21 de Janeiro de 2017,com Clara Ferreira Alves (Expresso deste dia) Lagarde , julgada e libertada pelo mesmo Tribunal, passeia-se pelas últimas vezes em Davos, dizendo o mesmo do costume, com outros tantos que são demais neste mundo de podridão, lepra moral e prosápia, falando, em consequência, do seu distúrbio de dissonância cognitiva, de temas belos e queridos à humanidade: fim das guerras criminosas, terrorismo, aquecimento global, pobreza, para tudo ficar igual, com os pobres mais pobres e os ricos mais ricos, que tomados por uma grande generosidade cristã dão esmolas bilionárias para as instituições de assistência social, porém,  segundo estudos feitos pela oposição do Afeganistão, em tempos idos, só 20% do apoio chega às pessoas, os restantes 80% são para despesas de funcionamento e etc. etc.



LAGARDE


Para Clara Ferreira Alves este Mundo morreu no novo dia do grande regresso do patriotismo americano -20 Janeiro 2017 - e, com tal acto,  morre todo o mundo liberal e os seus amigos, o que é iludido pelas noticias que os jornalistas vivendo das migalhas de Davos ,ainda, vão dando  do além sobre esta gente -

MORREMOS TODOS?  - NÃO!

Contrariamente, a CFA penso que antes dos extremistas ( Marine Le Pen e outros) chegarem ao Povo e o converterem numa horda que destruirá tudo e todos, até a si próprio, que aceitará o seu suicídio colectivo se todos morrerem, é IMPERATIVO  para evitar este desastre chegarem ao povo as lideranças sábias, honestas, corajosas, livres, e amantes da homem-humano, e com concidadãos desta essência não teremos o povo -horda, mas entre nós e no mundo o POVO IMORTAL que poderá e deverá mobilizar os vivos-mortos, os 50% de indiferentes para correrem com os vendilhões da República, e criarmos uma sociedade diferente, entre nós, um Portugal justo, equitativo, digno , fazer renascer o sonho que os filhos mais generosos de Portugal sonharam naquele 25 de Abril 74, que não foi capaz de criar uma classe politica sábia, honesta, corajosa e democrática.

E sempre fica o apelo aos partidos  para  que façam a sua revolução interna à esquerda que nunca foi, nem nunca será a de Assis, no PS. É, sim, preciso despirem-se da  arrogância e do elitismo, colocarem no centro da  luta politica e social  o  combate a todos os corruptos, o funcionamento eficaz do Estado Social - Saúde, Educação, Justiça Social; luta pelo emprego com qualidade, o desenvolvimento e o crescimento económico e também uma nova politica de redistribuição da riqueza ( rendimento mínimo garantido e rendimento máximo moralmente aceitável) ,investimentos públicos prioritários e a mobilidade social, baseada na justiça social e no mérito, e, se assim, acontecer:

EIA:

 NÃO MORREMOS TODOS , MAS VIVEREMOS LIBERTADOS, LIVRES!

andrade da silva

PS: Destruição em Alepo
    Quem vai beneficiar desta destruição massiva?




sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

20 Janeiro 2017 - EIA - DIA TRUMP! DIA PEIMEIRO DA ERA TRUMP: NO PRINCÍPIO ERA O VERBO...OU O APOCALIPSE?



NAZI???? LOUCO ???? ELE, E NÓS, E VÓS CRÍTICOS HERÓICOS????

CALEM-SE: Ilustres críticos. Antes de chamarem nazi, louco ao senhor, interroguem-se, ou serão/seremos dizimados hoje, ou amanhã, há também Marie  Le Pen etc. etc.????

ACORDAI! ACORDAI! ACORDAI! ACORDAI!..... ACORDEMOS OU ??????

BUT ... COISAS!...."



EIA:

E se Trump não for o Verbo, mas o anti- Cristo que vem acabar o Mundo com umas bombinhas atómicas.....

Como e  porque chegamos a este 20 Janeiro 2017 e, agora, sobretudo, para quê ?
E o que será a partir de agora o Mundo, em 2017, 2018 e, por aí, adiante???????
Será que os "compendiodistas"( seguidores exaltados  de compêndios) da politica, não entendem que Trump ganha, porque ,por toda a banda, os elitistas, os donos disto tudo e, sobretudo, da trampa -a trampa é anterior a Trump- , ASSASSINARAM O HOMEM COMUM, calaram a voz do povo - os imbecis, os atrasados mentais, como nos julgam, e ,agora, nada lhes preocupa, o povo, os POVOS, mas, sim, os seus tachos, e a perda de importância das cátedras e dos compêndios. 
O MUNDO PASSA A SER GOVERNADO por um instintivo ser, que deu de si, o retrato de brutal, que foi eleito, e mais parece  um homem da arruaça violenta e trapaceira, do que um catedrático.
Já agora: 
 Oh doutores aprendam uma coisa simples da regra democrática. Em democracia ganha as eleições quem tem mais votos, e o voto é de igual força, quer o dos que sabem tudo, quer o dos que ainda pensam que nunca fomos à lua, e que o sol é que anda em volta da terra!..
.
Oh doutores, que pena para vós, mas é assim, não sejam preguiçosos trabalhem mais e melhor com e para o povo, e aprendam , qualquer coisinha, é tempo!
Trump rouba-vos o sono, porque diz que o vosso elitismo e arrogância são a fonte de toda a falta de sol, e, agora, de chuva no mundo e em Portugal, terá razão ?
COISAS!...
andrade da silva



EIA!


quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

DOMINGO COM... E NASCER,VIVER, MORRER - RENASCER


                                                  Tango
 Rentes de Carvalho, na sua crónica de Domingo, na revista do CM, diz que já morreu várias vezes e está vivo. Morreu ora, de experiências limite e de grande gozo; ora, de quedas na vertical em muito profundos poços de ar nas suas viagens de avião e, ainda vive, então, dei comigo a pensar que já morri várias vezes, e, ainda, vivo. 

Morri aos 15 anos, quando a minha mãe e irmã foram para o Brasil e o meu pai morreu; morri de novo, quando fui para a guerra; voltei a morrer, quando baixei ao hospital em Agosto 75 ,e fui posto de quarentena, após a reunião do MFA em Tancos... coisas ????? tratou-me???? o Dr. Pancada da Fonseca, libertou-me do isolamento o Furriel Sequeira e a sua companheira que me visitaram... sei lá eu , o quê daquela quarentena??? Suspeitaram de cólera, ????? coisas!!!! e morri, quando fui deportado para a Madeira e preso, entre 1976 e 79, cerca dois anos, e fui morrendo e vivendo, e vivo de novo, morrerei outras vezes, viverei outras tantas inté... como com todos....





Diz o Jornalista Victor Bandarra que seria regra de oiro do jornalismo de investigação responder-se a: QUEM? ONDE? QUANDO? COMO? PORQUÊ? PARA QUÊ?
Amargurado, confessa que hoje nas peças jornalísticas só se responde quando muito às 4 primeiras questões. Direi que ao faz de contas das primeiras, e nada quando ao resto. Concordo com ele, mas é assim em toda a espécie de vida sobre a terra, desde a humana, social, politica, até à gastronómica e de evacuação da tripa, e, normalmente, com um grau de veracidade tendencialmente zero e de 1000 confusões - EIA O MELHOR DOS MUNDOS!
E mesmo a talhe de foice lá vem a minha antiga professora Filomena Mónica da cadeira de teorias sociológicas do curso de sociologia (ISCTE) falar de Mário Soares, dizendo que discordou dele, e não foi tratada pelo senhor com flores, pudera!
Adorei nos idos de 77 Filomena Mónica, linda como Vénus e dava aulas, que não sabia ministrar, calçada com botas à cavaleira, esquecia-me da sua leitura sonolenta das fichas, e admirava a sua beleza-  MY GOD!
Discuti consigo um trabalho, antes disseram-me que era uma "fera", que arranhava, se sim, também lhe arranharia, à cautela tomei um ansiolítico. A conversa foi uma maravilha.A dra. falou todo o tempo de Eça. Não sabia que era uma especialista do Eça, mas a razão do nosso confronto era a bíblia da professora assistente - Raimond Aron- recuso bíblias, mau feitio, o meu!...  logo, problemas, que chatice! ...
Depois de uma grande trabalheira para apresentar as teorias de Aron e as criticas, 13 valores no trabalho. Não podia ser. Tudo o que fosse abaixo de 15 protestaria, nota certa só 20 ++++ AH..Ah!.. mas era 13: orações muito longas e parágrafos do tamanho da Berlenga .
Mas, oh professora,  Max Weber escreve orações de página inteira! Não entendo, mas as ideias não são bestiais, mas o contraditório não é fabuloso? Sim, meu caro,  de facto és o maior, mas as orações são enormes. Mas professora ouvi falar de estilos e a guidinha e Saramago! Não importa 13 valores e ponto, não quer bá à Filomena Mónica, e lá fui: Adorei-a e da nota nada já me lembro. Para  a assistente fui mauzão , pequei, incomodando-o pelo telefone.Já fui à senhora do Socorro, minha madrinha de baptismo, um qb de vezes., penitenciando-me, estou ungido.





Oh Mick Jagger! 72 anos, de novo pai, a mãe do "crianço" tem 29 anos , e dizem que com a sua vontade insaciável de sexo relacionou-se com 4000 mulheres. 4000/56 mulheres ano. Virgem Mãe, porque me abandonaste?....
Isaías Berlin com uma Obra o Poder das Ideias, editora relógio de `agua, penso que ideia sem dólar/ euro, espingarda, chicote pouca valia terá , mas nem sempre acertamos!!!!!!
Nota final- a dependência da net é de uma gravidade extrema, “tão” muitos já lixados: não comem, não dormem. não fazem amor, só net.... a Humanidade vai acabar ... os espermatozóides perderam toda a genica, não há penetração, nem ejaculação só provetas MY GOD! onde podemos fazer amor? Será ainda possível?
A Berlenga não têm cagarras, logo, só nas Desertas, ou nas Selvagens madeirenses, mas sem o avião do " Ronaldi "a coisa fica mal.

 My God!
Luminosas amigas e fraternos amigos beijos e abraços
joão





Selvagens Madeira
,

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

MALDIÇÃO: COM AMIGOS E JORNALISTAS DESTES NINGUÉM SE SALVARÁ!


 
 
 “ TEXTO COLOCADO NO INDEX, PELA MUI LODOSA MENTALIDADE NACIONAL DOS TOTALITÁRIOS”

Escrevi no post “ POR SINAL”, em 11 de Janeiro ( POR SINAL - http://liberdadeecidadania.blogspot.pt/... ) ,que se não fora a pérfida peça de mau teatro e cinema de duvidosa( vírus) série B, que amigos da onça e directores de jornais e Televisões da qualidade dos que povoam o nosso universo comunicacional, de grande pendor mentecapto, me manteria quedo e calado, perante o caixão de Mário Soares, porém, perante o furioso e quase psicótico circo politico, senti-me obrigado de vir lembrar que:
 
- Os fundadores da II Republica foram os militares de Abril e o povo na rua, na data transcendente da História de Portugal 25 de Abril 74, dia e hora exactas;
 
- A revolução do 25 de Abril 74 ao 25 Novembro 75 foi feita pelo povo no contexto da Aliança Povo-MFA, que nunca tomou o poder... coisas...;
 
- Nas barricadas da Revolução contra os golpes do 24 de Abril, o regresso ao passado salazarista/marcelista, para conter a maioria silenciosa, o 7 de Março 75 em Setúbal e 11 de Março 75 esteve o MFA e o Povo - plebeu ( Setúbal 7 Março 75 -  https://www.youtube.com/watch?v=UWU... ) ;
 
- O aval para a independência das colónias foi dado a Costa Gomes numa Assembleia de Delegados do MFA, quando dramaticamente Costa Gomes apresentou o ultimato de Samora Machel- ou independência já, ou guerra! - logo o sim, só podia ser à independência,por razões super evidentes, e nós, os votantes, fomos os primeiros no interior do MFA a suportar as ondas de choque hostis (e que ondas!);
 
- O 25 de Novembro 75 foi executado, pelos comandos de Jaime Neves, sob a liderança de Eanes e Vasco Lourenço. Nesta data caíram militares, só porque o sangue foi necessário, para legitimar o golpe contra-revolucionário. Como poderia estar um golpe totalitário do PCP em marcha, se para o vencer não fosse necessário morrer alguém, seria expectável que fossem Álvaro Cunhal , Generais, coronéis, como no Chile de Allende, ou na Turquia de Erdogan, mas morreram soldados, porquê?
 
EIA:
 
Mário Soares esteve noutros actos e não nestes desempenhando as gloriosas missões que os seus “gandes” amigos e os directores dos órgãos de comunicação de um modo acéfalo lhe atribuíram.
 
Por sinal, como dizia naquele post, por tudo isto, afastei-me da homenagem que lhe seria devida: por ter sido um lutador contra a ditadura fascista; aproximou Portugal da UE, embora, depois se tenha esquecido de tudo o mais; inaugurou o modelo de presidências abertas- um bom conceito-; era um concidadão activo, culto, logo, merecia uma sentida e justa homenagem dos portugueses , porém, a fúria politica foi outra, e por erro politico, baixa inteligência emocional, falta de luminosidade que não se confunde com a piolheira nacional de que falava Eça, o resultado foi uma mancha negra, um insulto ao instinto politico de Mário Soares, e, consequentemente, com tanta tramóia, relata o Expresso, do dia 14 de Janeiro, que nem povo nas ruas, nem nas televisões, infelizmente. Penso que Mário Soares mereceria uma justa homenagem, mas com amigos e directores de jornais destes e piores nas Televisões, nem Mário Soares escapou a esta maldição troglodita de cabeças de asnos.
 
Uma lágrima por Portugal! E que Mário Soares os desculpe. Não sabem o que fazem, ficaram órfãos.
 
Andrade da silva




segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

AMANDO..






16 de Janeiro de 2011 ·

Morro amando e nu, como nasci.

Com nuvens ou sem nuvens, amigas e amigos, irei a todos os terreiros e quintais beber o vinho novo e dar um grande grito à vida!

Continuarei a amar a mulher, o mar, o sol e o vento, e como este, farei amor por entre flores, giestas e primavera.

A vida como um grande hino de amor e plenitude continua, e, quando o mar enrolar na areia, amarei o teu corpo nu, se a Lua consentir…

Morro amando e nu, como nasci.


joão


............................



HOJE!


AMANDO.....

Há 6 anos, como na eternidade.... amando...

Sempre do mesmo jeito, but..... coisas.... onde pára o vento?...

MIck Sagger que afortunado! 

Deus existe, mas é pai  só de alguns, pudera! As cliques e as suas claques que o venerem... é ser grato!...


Mas há flores, alvoreceres e o mundo...
.
E.....???????


Coisas!.....

Bom dia.... empático...

Abraço e beijos


joão

DIÁLOGO EM 2014



Foto de José Zaluar. José Zaluar com João Andrade da Silva e Helder Costa em INAUGURAÇÃO DA SEDE DA AJA LISBOA.

 João Andrade da Silva:

Caro José, sem falsa modéstia, sou um mero soldado de Abril, que não teme fazer o que é certo e justo pelo povo e a humanidade a que todos pertencemos, e tudo valeu a pena, porque existe povo português, canções de Abril, memória do Zeca e alguns amigos como vocês: não fora isso já estávamos nos novos-velhos Tarrafais, mas eles, os novos fascistas, NÃO PASSARÃO! 
 
Somos PORTUGAL e NÃO NENHUM DISTRITO dos Jogos da FOME da Germânia e destes Desgovernos, seus comissários. Podemos ser matados, mas se CAIRMOS, CAÍREMOS DE PÉ. 
 
Quem vende a Pátria, está sempre de cócoras.
 
 
 
Cunha um abraço para o grande Povo de Airão e para ti aquele abração. O José cá por Lisboa é mais conhecido que o Sol, tem de dar um salto aí, e provar o maravilhoso “berde” tinto - MY GOD! Grande gente. Grande abraço. 15 de janeiro de 2014 às 4:08 ·
 
Grande(em tudo!!) João Andrade da Silva,és um dos heróis de Abril,um dos que mais contribuiu para que .como escreveu Sophia "na madrugada que eu esperava..emergimos da noite e do silêncio.." e isso,tornou-te uma referência,para todos nós,que lutámos e ainda continuamos a lutar pela LIBERDADE!! 15 de janeiro de 2014 às 13:45 ·