sábado, 23 de maio de 2020

O HOSPITAL DE BELÉM NESTAS HORAS CRUCIAIS






O HOSPITAL DE BELÉM NESTAS HORAS CRUCIAIS PARA PORTUGAL, A EUROPA E A HUMANIDADE


A posição da Associação Salgueiro Maia (ASM), sobre a futura utilização do antigo hospital militar de Belém de que não de fará, de momento, a história deste processo, limita-se a referir os direitos a salvaguardar e a requerer uma SOLUÇÃO NACIONAL AO SERVIÇO DE TODOS OS PORTUGUESES, nestes termos:

1. O Hospital Militar de Belém devia ter sido entregue, durante 2019, à Câmara Municipal de Lisboa, e deveria constituir-se como a Unidade de Cuidados Continuados Integrados (UCCI) Salgueiro Maia, para servir a população portuguesa e, pela ação da ASM, os combatentes das guerras de África e futuramente das Missões de Paz das Forças Nacionais Destacadas.
2. A decisão da UCCI foi aceite POR TODOS, e se não fora a pandemia do COVID 19 e a burocracia paralisante da Direção Geral do Tesouro e Finanças/Património das Finanças do Ministério das Finanças a UCCI Salgueiro Maia já teria nascido.
3. Neste processo o Ministério da Defesa Nacional (MDN), em nome do Estado Português, comprometeu-se a disponibilizar, através de protocolo, a celebrar com a Câmara Municipal de Lisboa, o edifício do hospital de Belém para a constituição de uma tão necessária à população, UCCI, para fazer parte da rede nacional de cuidados continuados integrados, com gestão da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, todos expectantes e interessados na realização atempada, o que não está a acontecer dos respetivos protocolos onde, ficaria também protocolado uma dada percentagem de acessos para os combatentes militares.
4. Com a pandemia surgiram em hipótese, a possibilidade de outras decisões, quanto ao que fazer com o antigo hospital de Belém e, neste novo contexto, a ASM defende o interesse Nacional, sem prejudicar o dos cidadãos e combatentes que iam beneficiar com a UCCI Salgueiro Maia, o que é também um objetivo Nacional, um direito da população e dos antigos combatentes, direitos que não podem ser violados.
5. Nestes termos a ASM deu a conhecer ao Exmo Sr. 1° Ministro que a decisão sobre o hospital de Belém deve ser a que melhor acautele o Interesse Nacional, e se nesta circunstância, esse interesse, for um hospital ou laboratório, pelas razões acima expostas e, como uma EMERGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE, a antiga casa de saúde militar da Estrela deve ser IMEDIATAMENTE - UM IMPERATIVO PATRIÓTICO - REVERTIDA para a tutela do MDN, donde nunca devia ter saído, este ato é gestão ODIOSA -INSUSTENTÁVEL. Esta reversibilidade é uma exigência do Estado de Direito, da Moralidade, da Dignidade e do Respeito absoluto aos portugueses e à Instituição Militar conceitos usados com o seu significo exacto - para se formar a UCCI-Salgueiro Maia.
No atual contexto dramático mas mantendo a serenidade de Salgueiro Maia e visão do FUTURO, confiamos que o Exmo Sr. Ministro da Defesa e o Estado Português Honrarão a Constituição e os direitos dos cidadãos e dos combatentes. E, assim, nos subscrevermos com a consciência de capitães e a coragem serena do Capitão Salgueiro Maia.

COM HONRA CUMPRIMOS.

... somos todos capitães…
A DIREÇÃO E CORPOS SOCIAIS DA ASM

sexta-feira, 22 de maio de 2020

HONRA E GLÓRIA MILITAR E CIDADÃ- PORQUÊ?

                        EIA!

  • Jose Francisco Demetrio Fui instruendo do COM do grande tenente A e Silva em Abril de 1973. Não esqueço o grande Homem.

    Um grande abraço

    1





    • João Andrade da Silva esse tipo era tramado. Instrução dura para evitar MORTES NA GUERRA. Cometi alguns erros, mas tenho honra e orgulho Abraço




      A imagem pode conter: 1 pessoa, em pé e ar livre

    • Jose Francisco Demetrio João Andrade da Silva sinto—me honrado pela instrução que recebi.

      Fiz parte da Cart 6554 e fui para a Lunda Norte como comandante de Pelotão. Foi fácil o exercício do Comando. Absorvi tudo o que me ensinou. Deu um resultado otimo.

      OBRIGADO.

      ABRAÇO

      1





    • João Andrade da Silva Jose Francisco Demetrio a minha Grande honra e fortuna cidadã e espiritual  ´é o louvor dos que comandei , Abraço




  • .

  • Carlos Arinto Também fui instruendo do ten. Andrade e Silva em vendas novas em 73.

    Como já tive ocasião de lhe dizer, foi graças à sua instrução dura que não tive baixas com o meu pelotão em Moçambique.

    3





    • João Andrade da Silva Camarada  fala um escritor Ouvi aos meus antigos instruendos em Angola essa grande declaração o único louvor, o maior louvor, que RECEBI e é o meu grande tesouro e HONRA Pessoal de militar.  Aquele abraço





  • Jose Morgado Vieira Pois...e eu também fui instruendo do Tenente Andrade e Silva em 1973 no CSM...na mesma altura do Arinto e do Demetri...mas vocês no COM...com instrução forte e rigorosa.

    1





    • João Andrade da Silva sim sim camarada os comandos do Sul os melhores de Portugal e arredores INVICTOS Grandes Jovens,Grandes PORTUGUESES! 




      Nenhuma descrição de foto disponível.


  • Foi para mim uma grande honra comandar todos os que comandei durante 40 anos, e sempre com o mesmo estilo e verdade: rigor camaradagem, eficiência e eficácia-UMA GRANDE AMIZADE
E no mesmo sentido se pronunciam nas suas avaliações centenas de militares oficiais, sargentos e soldados do SMO E RC que comandei  entre os quais muitos dos meus camaradas do QP, bem como os civis de que fui comandante. 


  • Nunca pratiquei o nacional- porreirismo. nem na guerra.  Sempre me vi um SOLDADO ENTRE SOLDADOS COM GALÔES E COMANDANTE,e só sobre o meu cadáver alguém fosse quem fosse lhes poderia fazer algum mal e,assim,  os defendi muitas vezes, mesmo na guerra, quando em 23 de Dezembro de 1971 disse ao sr. General Bettencourt Rodrigues que nas condições que nos eram dadas- ~ÉRAMOS CARNE PARA CANHÃO- Era  Alferes em  Lumbala Velha.

  • DIÁRIO DE GUERRA:


    quinta-feira, 21 de maio de 2020

    FUTURO INQUIETANTE





    Associação Salgueiro Maia
    Um futuro inquietante
    Texto do General Cabrita


    EXPRESSO.PT

                                       COMENTÁRIO

    Camarada Cabrita,
    Um bem- haja pelo texto que brilha de saber e humanismo

    1-OBVIAMENTE: médicos,enfermeiros etc são os nossos heróis, mas...
    .. Apesar disso, quando, daqui a uns meses, a situação se desanuviar e os ratos, os vampiros e os abutres, começarem a sair das tocas e da escuridão, será que estes homens e mulheres voltarão a ser ofendidos, humilhados, cuspidos, agredidos e atirados para a valeta da sociedade portuguesa? É o mais provável!
    E etc.. etc...

    2- Não acompanho a inclusão dos professores do ensino básico e secundário no grupo dos privilegiados juízes etc ~é de uma profunda e grave injustiça, sem eles, os vivos seriam analfabetos etc etc.e morreriam por ignorância, aos milhões.

    3- ESTES SENHORES:

    "Quanto aos seus directores, administradores e presidentes, muitos deles tornados milionários à conta da política, do Estado e dos Portugueses, não compreendem que as suas responsabilidades sociais incluem, também, o contributo para o bem colectivo? "
    Na actual situação, bem como ,os accionistas não poderiam ter rendimentos superiores a 1,5-2 vencimentos do PR -a legislar na SITUAÇÃO DE EMERGÊNCIA ECONÓMICA e Social

    4- Forças Armadas, SNS

    "Relativamente ao SNS, às Forças de Segurança e às Forças Armadas uma preocupação suplementar é legítima. Até à data, pode-se considerar que a resposta dada à crise, por estas Instituições, tem sido francamente satisfatória e meritória. E é quase certo que esse desempenho notável dará aos economicistas “iluminados” o argumento de que está tudo bem, nestes três corpos, como se provou, e que, por isso, não são necessários mais investimentos. "
    Pois..... já o fizeram repetidas vezes, no Exército induzidos até por textos de auto-propaganda de alguns CEME :quem faz supostas omeletes sem ovos é o maior até que os factos desmontem a falsa propaganda

    5- Discordo da separação dos trabalhadores dos seus locais de trabalho ,estes, devem ser lugares de interacção , crescimento, realização pessoal,, Defendo que economicamente todos devemos dar um contributo solidário, como o proponho desde 2009 (anexo) para SALVAR A COMUNIDADE NAÇÃO-POVO e todos nós de uma eventual bancarrota

    6- DEPUTADOS E SISTEMA ELEITORAL QUALIDADE DA DEMOCRACIA

    "Quando for oportuno, não será de repensar o número de deputados na Assembleia da República, e deliberar, ponderadamente, no sentido da sua redução",
    Todo o sistema eleitoral e governativo deve ser repensado, até porque se pode concluir precipitadamente que a AR e os partidos só atrapalham a acção do governo, e que o actual governo, governou melhor com o confinamento dos políticos e uma ministra da saúde,1ºMinistro e Presidente da República todos os dias na TV.- um milagre de Omnipresença -DEUS,feitos,, mas o Futuro dirá mais coisas e lousas,quiçá??????????


    7- IMPERATIVO:


    "Complementarmente, e para que se alcance o desejável sucesso, é fundamental o exercício de uma liderança forte, que dê o exemplo, que incentive e estimule todos os elementos dos três sistemas e que garanta a coesão e solidariedade de todos os portugueses.

    Caso se verifique um embate contra qualquer um dos três sectores de risco, só há duas posições: ou estaremos prontos ou estaremos mortos!"

    8- ALERTA DE GRAVIDADE EXTREMA
    ou estaremos prontos ou estaremos mortos!"

    Bem-Haja Caro camarada Cabrita por seres um pensamento iluminado e sereno
    abraço

    asilva