terça-feira, 30 de junho de 2015

GRÉCIA!....GRÉCIA!...GRÉCIA!.....PORTUGAL!....PORTUGAL!.... PORTUGAL!...








Grécia! 

Que o heróico povo tenha o melhor governo (Leónidas,  ocorre-me sempre, foi um grão-capitão)para estas horas!

POVO que  estará quase só, como em todas as grandes tragédias.

Que a Grécia   realize o seu Abril livre que os mostrengos espezinharam,  trucidaram e traíram em Portugal por caminhos e jeitos vários.

Que o Governo Grego esteja à altura da hora histórica da Grécia e da REVOLUÇÃO Europeia.

Que o  povo grego vença os TITERES de Bruxelas, e abra um novo Caminho aos povos do sul da Europa,o que, no caso Português, torna  imperativo um novo  interlocutor pessoal-individuo (Nuno Alvares Pereira,o Condestável do Reino,  ocorre-me, sempre,à lembrança e à visão, foi um grão-capitão) e institucional que poderia e deveria emergir nas Presidenciais, porém, todavia , contudo, o máximo que talvez  venha acontecer são  boleias, com um PS,completamente amorfo que ou já se dá por derrotado,porque não tem projecto nenhum alternativo,basta ver a cobertura que queria dar à corrupção; ou neuroticamente, apesar das sondagens, acredita no milagre da multiplicação dos votos -pura idiotia...

Porém, se o POVO Grego vencer, esta gente que manda na Europa será reconhecida como lixo da história.

 Mas, se o Povo Grego perder - ai deles e de nós... será uma aproximação ao neofascismo, o desejado, por eles; ou,contrariamente, e usando a estratégia paradoxal,   abrandarão o chicote e o garrote até ver...coisas, mas temporariamente, porque o objectivo FINAL é somente e sempre: MOLDAR  OS TAIS DENOMINADOS  PIG´S À ESCRAVIZAÇÃO.

Todavia, se manicómio, ainda, não é, esta Europa, (enfim parece sê-lo,mas...)como poderá esta (des)dita União Europeia, abandonar a Grécia à sua sorte,e, ao mesmo tempo, querer que a Grécia fique na  NATO para defender essa  Europa que a rejeita  e a ataca? Mas como poderá a Grécia defender uma Europa que a destrói, com a agravante de estar em bancarrota,logo, sem meios para manter as suas Forças Armadas? 

Mas haverá algum grama de inteligência geoestratégica, para não falar de moralidade, humanismo, civilização europeia nesta verdadeira ceia de cardeais-vampiros?



E -TU PORTUGAL! 

E,  NÓS, HERÓICO POVO, AO PAÇO, PORQUE MATAM PORTUGAL!

E -TU PORTUGAL! 

E ,NÓS, HERÓICO POVO AO PAÇO, PORQUE MATAM PORTUGAL!

E- PORTUGAL!

 E,NÓS, HERÓICO POVO AO PAÇO, PORQUE MATAM PORTUGAL!

andrade da silva

sexta-feira, 26 de junho de 2015

ALERTA À NAÇÃO


CUMPRINDO DEVERES NACIONAIS E PATRIÓTICOS PARA EVITAR:

 ".... que a gravidade da situação se torne irreversível  e   possa pôr em perigo a solidez e a estabilidade da Instituição Militar, para garantir o cumprimento das missões de soberania, face a possíveis cenários de grande incerteza e risco." 

E,assim, acontece: CUMPRIR O DEVER PATRIÓTICO DE ALERTAR A SOCIEDADE CIVIL para os perigos ocultados.
Foi uma honra estar com todos no cumprimento deste HONRADO DEVER de militar :
O ALERTA NACIONAL PATRIÓTICO À SOCIEDADE CIVIL E MILITAR ,NESTA, AOS EVENTUALMENTE DISTRAÍDOS.
“Perante estes factos, consideramos ser um dever inadiável, trazer a público estas posições, porque para os militares, o dever de lealdade para com o poder legítimo não deve, nem pode, sobrepor-se ao dever de fidelidade para com a Instituição Militar e para com o País e apelar à consciência cívica e ao sentido de Estado de todos os responsáveis no âmbito da Defesa Nacional e das Forças Armadas para que se tome consciência da situação que estas vivem, evitando que a gravidade da situação se torne irreversível e possa pôr em perigo a solidez e a estabilidade da Instituição Militar, para garantir o cumprimento das missões de soberania, face a possíveis cenários de grande incerteza e risco.”
OS militares alertam a Nação,como é seu dever, a Comunicação social cala o alerta, quando é seu dever informar- que dizer?
Declaração Final do Encontro de Reflexão dos Oficiais das Forças Armadas! Lisboa, 25 de Junho de 2015

quinta-feira, 25 de junho de 2015

02 - O ESTADO DA NAÇÃO * A reflexão indispensável




Só as chamadas forças naturais têm poder para condicionar-nos. E algumas destas poderemos evitá-las ou enfrentá-las com maior ou menor êxito, assim haja engenho para amenizar os seus efeitos danosos; perante outras, teremos de suportá-las e tentar aprender como minorar os seus efeitos quase sempre devastadores.

Reconhecido o poder das forças da natureza, as demais forças ditas humanas ou sociais dependem do Homem. Como sabemos, o Homem tanto constrói uma cidade no deserto como desertifica uma região pujante de vida. 

Interesses particulares ou de grupo levam o Homem a dar razão a quem já o qualificou de lobo do Homem. Aliás, qualquer manual de História evidencia a dolorosa caminhada da Humanidade, no qual avultam as misérias e rareiam momentos de grandeza.

Ora estas tantas misérias e tão raras grandezas tanto ocorrem nos países como em cidades, vilas ou aldeias.

Aos povos incumbe criar condições (ou adequar experiências existentes, contemporâneas ou anteriores) conducentes à obtenção de resultados benéficos à sua condição e ao seu viver quotidiano. Afinal, o objectivo do Homem é viver em dignidade. Só que esse objectivo mais e mais se assemelha ao horizonte --- sempre à nossa frente, nunca ao nosso alcance.

Qualquer cidadão, inclusive o mais incauto, percebeu há muito que os povos são governados deficientemente, quer porque valores inaceitáveis tal determinam, quer porque os governantes revelam uma impreparação mais ou menos visível para os cargos que desempenham. Como dizia um velho amigo, já desaparecido: «Ser bom rapaz é um bom princípio, mas não passa disso e não chega.»

Há nas pessoas um azedume constante. Ouvimos queixas e lamentações, ouvimos criticas e acusações. Claro que haverá sempre insatisfação. Evidentemente que esta situação revela uma consciência crítica deficiente. E o motivo do que digo radica nesta outra situação: ninguém se considera co-responsável por tudo quanto critica. Ora num Estado de Direito os cidadãos são os primeiros responsáveis pelos governantes que têm. O acto de votar é determinante e responsabiliza seriamente o eleitor. Votar é escolher; logo, quem vota escolhe e se escolhe mal fica mal servido, naturalmente. 

Vivemos há quarenta anos em democracia. Não é mais aceitável a desculpa da impreparação ou do desconhecimento.

Hoje, temos o Presidente da República que a maioria escolheu; temos o Parlamento que a maioria escolheu; temos o Governo que a maioria escolheu; temos o Poder Local que a maioria escolheu. Tal qual!

Se temos tudo quanto a maioria escolheu, é uma falácia querermos ficar de fora. Assumamos o erro da péssima escolha em que incorremos há quarenta anos; e continuemos a caminhada para o abismo ou assumamos a ruptura definitiva com quem tão mal desempenha os cargos que entregámos com os nossos votos.

Há quarenta e um anos, vitoriámos os militares que nos libertaram da opressão; desde há quarenta anos, vimos votando maioritariamente em quem nos trouxe até aqui. Afinal, estávamos errados quando vitoriámos os militares ou estamos errados desde que vimos votando?

Será que ainda não percebemos que o 25 de Abril de 1974 (e com este dia inesquecível a Revolução dos Cravos) foi desfigurado em 25 de Novembro de 1975?

Será que ainda não percebemos que não vivemos Abril mas sim Novembro há quase quarenta anos?


José-Augusto de Carvalho
Alentejo, 25 de Junho de 2015.





UMA (A) OBRA DE ABRIL, em 25 ABRIL 2015:PASSADO DE ORGULHO E HONRA-FUTURO!


LANÇAMENTO EM ALMADA DO LIVRO DE MARIA JOSÉ MAURÍCIO -

“Memória e Vida em Tempos de Abril. Estórias de Liberdade e de Libertação”.



Em tarde de Verão, quente e luminosa, a sala Pablo Neruda do Fórum Romeu Correia, em Almada, acolhia o lançamento do livro anunciado. Despida de ornamento interior, abria-se com ampla varanda à bela vista panorâmica sobre o rasgo do Tejo junto ao Alfeite e, sobranceira ao jardim fronteiro, acolhia os braços erguidos de mãos espalmadas, esculpidos pela arte de Jorge Vieira, num clamor de liberdade em ascenso infinito.



    Ali confluíram familiares, amigos, pessoas interessadas nestes eventos que, em salutar confraternização, acolheram a autora e o seu livro, agora lançado a público.

    Dele falou o editor das Edições Colibri, Dr. Fernando Mão de Ferro, esclarecendo o acolhimento da editora em publicar a obra que representa um contributo ao conhecimento da nossa História recente, nomeadamente, em relação à Revolução de 25 de Abril.

    Nessa perspectiva, se enquadrou, também, a intervenção do Capitão de Abril, Andrade da Silva, que esclareceu muitos aspectos históricos ligados à Revolução, desmistificando determinados clichés, como o PREC- Processo Revolucionário em Curso -, e salientando que a Revolução transformadora foi a que ele, enquanto oficial do MFA e às ordens deste, defendeu ao lado dos assalariados agrícolas do Alentejo quando os mesmos construíam a Reforma Agrária.

   Seguidamente, Miguel Urbano Rodrigues referiu que, estando afastado, desde há algum tempo, de actividades públicas, abriu uma excepção para apresentar este livro, salientado que “O belo livro de Maria José Maurício aponta o caminho percorrido pela geração – repito – que tornou possível a Revolução de 25 de Abril.” E, no final da sua intervenção, refere-se a ela dizendo: “O teu livro, memória da resistência ao fascismo, lembra-nos que Abril nasceu da luta, do desafio vitorioso ao impossível aparente”.

    Quanto à autora, profundamente comovida com a expressiva manifestação de amizade e solidariedade, falou da motivação que a levou a escrever o livro: dar a conhecer espectos significativos da luta antifascista e anticolonialista; enaltecer a gesta heróica dos militares do MFA e da aliança com o Povo para que o 25 de Abril triunfasse; revelar como se teciam as relações de poder e das contradições que enformam entre os protagonistas da História, em tempo de Revolução, em 1974/75.

    Ao mesmo tempo, falou do desejo de que este seu livro seja conhecido pelos jovens como uma homenagem à luta das gerações dos seus pais e avós, pela liberdade e pela democracia. Por fim, referiu-se ao labor continuado em acção consciente e interventivo na sociedade - de que este livro é uma “peça”- e, consequentemente, um instrumento pedagógico para a formação para a cidadania, considerando a função que a literatura de ficção pode e deve desempenhar no plano da Cultura de um Povo.

   Por último, tomou a palavra o Sr. Presidente do Município de Almada, que acolheu com todo o carinho o evento realizado, manifestando o profundo apreço pela obra, pela autora, pelos presentes; realçando o carácter pedagógico da obra e das palavras inscritas que indicam sentidos, reafirmando o apoio do Município para continuar a sua divulgação.



Um dia que se fechou com alegria, um livro que se abre a leituras sobre memória e vida do Povo, em tempos que são de luta continuada para cumprir Abril.






PS: O livro está à venda:
Nas livrarias Colibri – Faculdade Ciências Sociais e Humanas, Av. De Berna, 26 C – Lisboa
Faculdade de Letras de Lisboa, Alameda da Universidade – Lisboa


Na Casa do Alentejo – Rua das Portas de Stº. Antão, 58 - Lisboa



segunda-feira, 22 de junho de 2015

ESTADO DO MUNDO: SIMPLES,TENEBROSO,LETAL OU VITORIOSO,SE.....



Nota:AOS QUE PASSAM-PASSAI,PASSAI   SEMPRE,SEMPRE.MAS... LÁ VAMOS DIZENDO, EM HORAS DE VÉSPERAS.....



DONOS DO MUNDO E PIOLHEIRA:

CEGOS!

SURDOS!

COM BOCARRAS ABERTAS PARA ORDENAREM A MATANÇA.

MÃOS LIVRES PARA O GENOCÍDIO:

SOMENTE O POVO PLEBEU É POVO GREGO NA GRÉCIA.EM PORTUGAL,  ESPANHA,  ITÁLIA, ÁFRICA, ÁSIA, EUA, NO COSMOS

COM UM PLEBEU GREGO CAÍDO,CAÍMOS TODOS.

A GRÉCIA PRECISA DE  GOVERNAÇÃO. 

OS POVOS DA EUROPA DO SUL E A EUROPA IMPERATIVAMENTE -IMPERATIVO CATEGÓRICO -PRECISAM DE  REALIZAR  A REVOLUÇÃO  (RE)NASCER, OU VOLTAREMOS AO ESCLAVAGISMO PÓS-MODERNO: CONDICIONAMENTO TOTAL,MODELAGEM, SUBMISSÃO,INDIGNIDADE.

EM PORTUGAL:

PORTUGUEMOS - EVITANDO QUE NA GRÉCIA ACONTEÇA O 25 DE NOVEMBRO DOS ABUTRES, E QUE EM PORTUGAL OS VENDILHÕES DE PORTUGAL NOS CONTINUEM A VENDER COMO OS NOVOS ESCRAVOS.

UM GOVERNO JUSTO,SÁBIO É PRECISO NA EUROPA,COMO A CONSTITUIÇÃO DE UM ESTADO SÁBIO JUSTO NA GRÉCIA. 

VAMOS A ESTA TAREFA ,E QUE NÃO VINGUE O ÓDIO, NEM AS BALELAS DOS TARTUFOS.

RENOVEMOS DE UM MODO LIMPO,VITORIOSO,GLORIOSO,UNIVERSAL A REVOLUÇÃO FRANCESA SEM TITERES,TARTUFOS,TIRANOS.

FAÇAMOS A REVOLUÇÃO DA  LIBERDADE, DIGNIDADE. FRATERNIDADE, MAS NUNCA NADA SERÁ FEITO COM TANTOS INDIFERENTES E NOS DIFERENTES COM TANTOS SECTÁRIOS, NÃO TÃO DIFERENTES, ASSIM, DOS OUTROS VAMPIROS.

SEM NENHUM RADICALISMO PORTUGUEMOS -PORTUGAL:

POVO PORTUGUÊS GENTES HONESTAS. LUTADORES,SÁBIOS ESTA É A NOSSA HORA.LOGO...

andrade da silva

domingo, 21 de junho de 2015

05 - POEMÁRIO * Na esteira de Holderlin




1

Quando eu canto a beleza da ternura

dum maternal sorriso...

Quando eu canto o perfume da manhã

nas pétalas da flor...

Quando eu canto a suave melodia

do arroio cristalino...

Quando eu canto

o sol que se deslumbra nos meus olhos...

Quando eu canto a chorar

a prisão já perdida dos teus braços...

em mim superlativo a inocência.



2

Quando eu recuso

as trapaças melífluas dos cambistas...

Quando eu contesto

as negaças fatais dos vendilhões...

Quando eu empunho

a força da razão contra a razão da força...

Quando eu não cedo

às oferendas áureas da traição...

Quando eu prefiro

tombar à ignomínia de negar-me...

eu assumo o mais perigoso bem,

o do verbo dizendo-me quem sou.



3

Rasguei muitas estradas

e em todas procurei o rumo certo...

Aos ombros carreguei

os fados por aspérrimas ladeiras...

Olhando o céu,

só astros vi no longe inacessível...

Nos ecos que supus

chegavam-me os clamores doutros eus...

e ouvindo os outros

eu percebi que não estava só...



4

A verdade de nós

é que nem tudo passa nesta vida...

A verdade de nós

é que da morte irrompe sempre a vida...

A verdade de nós é a raiz

do alento novo em cada primavera...

A verdade de nós

é que na vida efémera que somos

o grito dos poetas permanece.



5

Na angústia do passar

o verbo reverdece todas as manhãs

no esplendor da Poesia.

*

José-Augusto de Carvalho
Alentejo, 21 de Junho de 2015.






sábado, 20 de junho de 2015

E NÓS, ESTAREMOS BEM ENTREGUES?OH CÉUS ! MY GOD! MAS HÁ FLORES!


Ele fica 38% de intenção de votos. 


TAP voa alto.


Barraqueiro cai nas estradas.








Socratismo paira 


Fascismo nunca mais! Mas...coisas.... (alembrando)


Homofóbicos nas escolas.


Os calamitosamente optimistas e das guerrilhas partidárias contra Portugal e os Portugueses fanaticamente chamam as vozes livres, que os desastres confirmam, de azedos.Pudera...são vozes dos donos...

Mas....

Da grande empresa Barraqueiro disse:

"BARRAQUEIRO, BARRACADA. PORTUGAL DEFINHA.....MORRERÁ.....

TINHA A PERCEPÇÃO, VEJO QUE ERRADA,QUE A EMPRESA DE CAMIONAGEM BARRAQUEIRO ERA QUINQUILHARIA.

BEM.... MAS JÁ NÂO ANDO NESSAS CAMIONETAS HÁ MUITO, MAS DESCONFIO..... BUT...

O DONO É AGORA DONO DISTO TUDO. NÃO TEM ASPECTO DE NOBILIÁRQUICO É UMA VIRTUDE...BUT....

A TAP MORREU E UMA PARTE DE PORTUGAL TAMBÉM.

SUBMETIDOS ACEITAMOS"



Da Grécia,alguns disseram , dizem: ....but...coisas....

INDEPENDÊNCIA E CRIAÇÃO DE UM ESTADO LIVRE E LIMPO. GOVERNAÇÃO E NÃO ENCENAÇÃO. E FIM DO CRIME CONTRA OS POVOS DA EUROPA DO SUL E DO MUNDO..... ....but...coisas!....


MAS  HÁ SEMPRE FLORES! 


andrade da silva



sexta-feira, 19 de junho de 2015

A HUMILHAÇÃO DO POVO GREGO, COM CULPAS REPARTIDAS, SERIA A MORTE DA MANHÃ MATINAL





 VÓS, OS QUE PASSAIS, ALEMBRAI-VOS!

Pese embora o passo apressado dos que passam e...e....e... cá deixo..de novo o grito.!...

Aos que muito gritavam Syriza dizia-lhes, em SMS,urgente, em 1 Fevereiro 2015:




"Os povos são heróicos, mas se o Syriza e os seus amigos se esquecerem do 13 Março 75 em Portugal ficam com bancos sem um cêntimo. Que o recordem.

Mas para e em Portugal a revolução renascer,(falei da mesma em 31 Janeiro 2015) está morta,.Por ora, está no terreno o mais do mesmo e sereias.

 abraço asilva"

Os destinatários zangaram-se, mas a sangria do dinheiro nos bancos gregos continuou logo...


Todavia, como era previsível mexe-se a ofensiva contra o Syriza,que se esquecer da sua ligação umbilical ao povo será derrotado-25 Novembro em Portugal, aliança CIA,MRPP,PS e protofascistas...pois....

Não é o tempo desta gente. que nos governa e a Europa. É tempo de GRÃO-CAPITÃO para liderar o pequeno Navio Portugal na borrasca que aí vem ,e a Europa ainda precisaria de muito mais, porém, está nos terrenos gente muito pouco consistente e sem visão, coragem, rumo.Logo???????????????????

Estamos e vamos ficar tão de rastos como os doentes que necessitam de colonoscopia .Alembrai-vos!

Que se calem as sereias,os vira-casacas.


 Que os Portugueses honrados se organizem,ou 6 milhões serão reduzidos a subescravos,

É TEMPO DE PORTUGUEMOS (PODEMOS EM PORTUGAL).

Mas perderemos, sem uma grande alteração nestas politicas e nestes políticos, mas lá vão dizendo que 38%   querem continuar a ser garrotados.

É tempo de VERDADES VERDADEIRAS: sem teatros, sem  Vampiros,mesmo sem sociopatas, mas...coisas... 

 O QUE NOS VAI ACONTECER  ???????

andrade da silva


Plebeus Olhemo-nos:


quinta-feira, 18 de junho de 2015

GRÉCIA:TRAGÉDIA,VITÓRIA OU IMPASSE.COMO SERÁ O AMANHÃ?

                  A miséria no Mundo é também nossa...


Afinal os mentirosos de sempre já dizem que vem aí terramoto se a Grécia sair do Euro,obviamente.

Os carrascos querem fuzilar os povos da Europa do sul com a geoeconomia,tornar-nos os chineses,indianos, asiáticos da Europa. A Grécia  diz não: MATEM-SE Á FOME OS GREGOS.e de novo temos a vacina dos poderosos contra os povos livres, como em 25 Novembro 75 (esquecidos,pois...convém,os colaboracionistas de então, são gregos na Grécia e amigos dos amigos da exploração e escravização em Portugal, que "gandes heroes!" ).

 Todavia, desde 2008,Portugal devia estar na 1º linha dos combates do povo grego,por Portugal, estávamos em melhores condições -Estado para o fazermos.  Também redigimos memes nesse sentido mas eles, os "heroes", estavam noutra manjedoura...claro somos uns azedo, pois, mas os alertas existem...porém, aconteceu que somos governados por quem somos, através do voto popular altamente condicionado, e uma grande massa de portugueses está sentada a ver telenovelas politicas e outras miseráveis,idiotas- estão em  estado coma civilizacional, e quando o  tufão lhes entrar porta dentro,conhecerão a dimensão da tempestade, mais uns milhares naufragarão ...coisas... fica,outra vez dito,e como alguém me segreda  e também sei -poucos lerão e muito menos ouvirão...respondo sejam felizes, fazemo o que podemos, logo tudo...

Se a Grécia perder teremos mais 20,30,40 ..sabemos lá quantos anos de pior do mesmo.Brandirão estes governos o ferrete,o chicote e os grilhões contra os Povos. Ficamos feitos ao bife-credo,cruzes que expressão!Pudera!

A Grécia vence o FMI,BCE, os Governos  de traição serão varridos,logo, lutarão contra a Vitória Grega, e querem no último momento uma solução fantoche que os salve,mas isto só será possível com a capitulação quase total do Povo grego,e,então,tudo foi teatro. Será Miserável,Trágico.

Temem ainda os carrascos que Putin dê a mão à Grécia e prevêem,então,iniciar a III Guerra mundial geoecónomica e financeira sem tropas.Mas será possível?

Porém,todavia,contudo Merkel tem dúvidas sobre a bondade para a Alemanha da saída da Grécia  do euro e das vantagens desta III guerra mundial,o que,constitui um dado significativo,mas não decisivo...os EUA também abutremente espreitam...

Aconteça o que acontecer Portugal está bastante desarmado para os Futuros,facto grave e nem as presidenciais parecem vir a ser  um novo folgo para reerguer  Portugal.e deviam ser.

Coisas...coisas... seriam circenses, se não fossem tão dramáticas, trágicas e letais para muitos:os excluídos,os que emigram,os que serão matados.

Até amanhã,gente da minha gente!...

andrade da silva

terça-feira, 16 de junho de 2015

OS BOIS AZUIS E OS CALAMITOSAMENTE OPTIMISTAS..MAS...



                                               CALAMITOSAMENTE OPTIMISTAS:

 BOI AZUL POTENTE,IMORTAL, ESPLENDOROSO,LOGO, PUDERA!...


 CONTAM FICAR......






....SÃO INTOCÁVEIS ....



....OS
                                                     IRMÃOS METRALHA ESTÃO BEM.....



MAS EXISTEM OUTROS PORTUGAIS QUE FAZEM PORTUGAL


ONDE, SE MORRE,PORQUE SE ESTÁ A MAIS

 ...HÁ DESEMPREGO....




...HÁ BARBÁRIE....

E, AINDA, GRANDES AMEAÇAS:UMA GRANDE BOMBA DE NEUTRÕES -MATA AS PESSOAS DEIXA INTACTAS AS INFRA-ESTRUTURAS

FELIZES SEJAM OS CALAMITOSAS OPTIMISTAS, E QUE A REALIDADE NUNCA LHES CAIA EM CIMA! ....

TODA A CONSTRUÇÃO POLITICA EUROPEIA,PORTUGUESA E  MUNDIAL ESTÁ ESGOTADA PARA 2/3DE  SUBMETIDOS.

AOS QUE UIVAM O MEU ABRAÇO.


ANDRADE DA SILVA

QUEM QUER SABE E FAZ O CERTO!

TRAZ UM AMIGO!

05 - POEMÁRIO * Na amargura da espera





À memória de Casquinha e Caravela
assassinados no Escoural, 27/9/1979.





Quando a memória morre, a culpa é sempre nossa!


Quando o silêncio mata, a culpa é sempre nossa!


Ai, quantos mais terão ainda de cair


para que, neste chão, ao sol primaveril


que tudo em luz remoça,


irrompam a florir


rubros cravos de Abril?


*

José-Augusto de Carvalho
Alentejo, 16 de Junho de 2015.





domingo, 14 de junho de 2015

05 - POEMÁRIO * Interrogação




O Alentejo não tem sombra

senão a que vem do céu…







Os olhos semicerro à tremulina.

Qe luz intensa! Cega a claridade!

Doída, a terra sonha-se e germina

a boa nova --- entranhas da verdade.



Atento, na vigília, o mundo antigo,

indaga até no vento que uiva rijo.

Que força tem um frágil grão de trigo

sonhando ser no seu esconderijo?



Amodorrado, o tempo das demoras

na pasmaceira espessa do abandono.

Nem o relógio marca já as horas.



Se há mantos de papoilas nos adis

sedentos dos teus lábios, por que o sono

te nega os êxtases primaveris?



*
José-Augusto de Carvalho
13 de Junho de 2015.
Alentejo * Portugal



sexta-feira, 12 de junho de 2015

AINDA O DISCURSO DE MATRIZ TOTALITÁRIA DO PR



O que é mais importante no discurso de 10 Junho do PR é que, para além do alinhamento com as teses do governo: falaciosas, (em termos individuais, todos estamos piores que em 2011, pessoalmente ganho menos 17%,e as despesas normais, nomeadamente, com a saúde -apesar de não ser doente grave-e apoio a terceiros aumentaram) e semi- verdadeiras,não estamos na bancarrota,aquele discurso, assenta num alicerce estrutural do poder em Portugal, insuperável do seu DNA, de cariz TOTALITÁRIO, SUBHUMANO, IDIOTA,isto é, com dois desvios padrões ou mais, abaixo da inteligência emocional e social médias

Todavia, perante isto só se faz as jogatanas politicas do costume situação-oposição, e nem universidades,nem politólogos fazem a análise prioritária :O PR no seu discurso denuncia a génese e a configuração total do poder em Portugal Ditatorial,inquisitorial: quem aceitar as teses dos Mandões bem- aventurados são,os demais malditos são e serão. Serão mortos, sempre, civilmente.

Contra esta ditadura politica, social,intelectual, moral, nesta vasta ceia de cardeais,biltres, mercenários, poucos  levantam a voz,nem sequer querem ouvir destas coisas,ou lerem estes dislates malditos,porque têm Terror que o povo vá percebendo que a estrutura intelectual e politica dos seus lideres e dos respectivos cordões sanitários é DITATORIAL,TIRÂNICA,e que,em cada lugar que haja um tirano e um bando de eunucos,pides,bufos,intriguistas e mercenários seria/é preciso fazer um 25 de Abril,ou seja, a REVOLUÇÃO INTRA-PARTIDÁRIA, para promover a REVOLUÇÃO POLITICA,SOCIAL E DA MORALIDADE em Portugal.

Imperativa necessidade que todos os que se alimentam e vivem deste sistema,bloqueiam, desde que não seja substituído por outra tirania que os sirva. Temem a Mudança,no sentido da imperativa REVOLUÇÃO PELA LIBERDADE;A DIGNIDADE E O DESENVOLVIMENTO. Sem um povo livre de opressores, jamais Abril RENASCERÁ.

Contra natureza tirânica, ditatorial,barbara do poder em Portugal um grito de revolta e um BASTA!

Preparemos a revolução politica,social, da moralidade,e da inteligência,num, um em um, ABRIL SEMPRE=SEMPRE ABRIL! sem promoções de 3 ou mais (Um dia Abril;noutro NOVEMBRO,depois BES, agora, SYRIZA).em um. Comportamento dos vira-casacas

POR PORTUGAL!.....PORTUGUESES DE PÉ!......

andrade da silva

quinta-feira, 11 de junho de 2015

EIS : DIA DE PORTUGAL ,10 JUNHO 2015 .


                                                    O FUTURO!




BILHETE POSTAL A UM PORTUGUÊS CIDADÃO-MILITAR DE ABRIL E DA DIÁSPORA


"O FUTURO SERÁ DECIDIDO COM CORAGEM;  OUSADIA;  NOBREZA;  DETERMINAÇÃO PELAS PORTUGUESAS E PORTUGUESES QUE ESTÃO DE PÉ E QUE NUNCA SE AJOELHARÃO.

PORTUGAL TEM FUTURO COMO TEVE EM 1128,1383, 1640,1910,1974 E SEMPRE COM O SEU NOBRE POVO:A HORA DO POVO CHEGA SEMPRE!"



Mas que dizer,deste hoje,deste aqui e agora?

Quanto às Forças Armadas,da minha parte, considero, como o tenho afirmado por toda a parte,que  os  CEMES SÃO OS MAIS RESPONSÁVEIS EM TERMOS MORAIS, PROFISSIONAIS E PATRIÓTICOS  por tudo quanto acontece,ou não (? )no desmantelamento das Forças Armadas.

Na última cerimónia militar em que estive presente num Regimento  estavam na parada tantos  homens, como na tribuna de convidados. Para se formar uma CCS para as FND era preciso o contributo de muitas unidades,(o capitão dizia-me: não comando uma companhia,isto, é uma força da ONU). Os regimentos, quando cediam homens ao nível batalhão para as FND ficavam em situações de grande sacrifício e exaustão para os seus militares. Referi isto em relatórios vários,como hoje me fazem justiça muitos camaradas,dizendo-me:você pode criticar este estado de coisas,porque sempre o referiu.

Todavia,o DISCURSO OFICIAL do PR de hoje é a consagração, ao nível do estado, da matriz  autocrática, protototalitária das hierarquias dos poderes,  burocracias,e empregadores  em Portugal que nunca souberam, apreenderam ou internalizaram  o que era a liberdade.

A inquisição,salazar e a debilidade mental- imbecilidade ao nível da inteligência  social,civilizacional e humanista - habita muita gente destas hierarquias, são o seu self, o seu mais profundo inconsciente a que se junta,em alguns,  a mancha imoral da protecção do politico corrupto,como pretendiam, em letra programática, as luzes do PS. Apagaram o verbo,mas os seus inconscientes estão cheios de lodo que se projectará, sempre, no Futuro- o inconsciente, ou subconsciente   consolidados, agirão.

Por tudo isto, na verdadeira e cancerígena piolheira nacional só reconhecem a sua liberdade  e a dos seus seguidores,todos os demais que tenham pensamento critico ou  são inimigos da Pátria,fazem a recuperação da narrativa fascista, salazarista, bem sucedida,( até ver...) todavia, a  Pátria de que falam  são a que eles  matam; para além destes poderosos do estado, das finanças e das burguesias criminosas -os tais ocidentais,de que fala,cheio de orgulho e honra Carlos Matos Gomes, fautores de guerras,colonialismo, terrorismo etc.- nos outros níveis de poder, mas enfermando  do mesmo cruel, ignaro e imbecil fanatismo e sectarismo  pseudo-ideológico ,com total perda do teste da realidade  e do amor humano - sentimento(diferente da exposição cognitiva) afectivo e efectivo ao outro - do mesmo modo, banem o pensamento livre,limpo e critico com títulos vários,moda que já chegou à maior religião do país - O futebol.

Caro Camarada S. tudo o que vai acontecendo exigiria a  reflexão que um dia, em 2013, atribuímos ao VAH,but...

Todavia o Futuro falará sempre mais alto...  


O FUTURO SERÁ DECIDIDO COM CORAGEM; OUSADIA;NOBREZA; DETERMINAÇÃO PELAS PORTUGUESAS E PORTUGUESES QUE ESTÃO DE PÉ E QUE NUNCA SE AJOELHARÃO.

PORTUGAL TEM FUTURO COMO TEVE EM 1128,1383, 1640,1910,1974 E SEMPRE COM O SEU NOBRE POVO:A HORA DO POVO CHEGA SEMPRE


Mas camarada- seremos Plutónicos?

aquele abraço

andrade da silva

terça-feira, 9 de junho de 2015

DIA PORTUGAL:BILHETE POSTAL A QUERIDAS AMIGAS DA DIÁSPORA-À DIÁSPORA.




C.e R. queridas camaradas, colegas amigas e Portuguesas

Perto deste dia de Portugal,10 Junho, digo-vos:

PPC não é nem meu 1º Ministro, nem de Portugal. É um apêndice que mente ,pré-totalitário,um pequeno esqueleto de salazar que saiu dos armários,antes forjados por Marcelos, Pachecos,Angelos, Cavacos -o que quase todos esqueceram- mas espero que o meu país,um dia, não muito longe, mobilize a juventude( como uma que conheci há 41 anos,e que numa noite fria de Abril,tinha, então, 25 anos, fez alvorecer Portugal ) e limpe este Portugal,como diz o homem sábioda manifestação de 6 Junho de 2015,dos piolhos, lendeas, pulgas, da SARNA que nos tem cabido por dessorte em  governações sucessivas e, de um modo sistemático.

Se não se fizer nada de muito grandioso, serão mais 20-30 anos de escravidão,com o desaparecimento de milhões de portugueses, sem nenhuma outra certeza de que tudo pode ser em vão e que o mais certo,certo,será para já, o anunciado e desejado, por esta gentalha, colapso da Grécia,independentemente de se terem posto a jeito,(mas, veremos ????), todavia se isso acontecer outros se seguirão, Portugal no pelotão da frente e a Europa não muito longe,e tanto mais cedo, quanto mais o dito estado Islâmico se aproximar, ou não,do Mediterrâneo (não se assustem,  os militares argutos,  competentes e corajosos devem estar a estudar o cenário,creio,ou...,então,a coisa pode ficar negra- já oiço a Dra. F. dizer Credo,Sr.Coronel!...but...)

 Tudo isto, sobre estas matérias,é,naturalmente, repetitivo, duro, mas com previsões muito certinhas, desde Janeiro 2008, e  passa,por vezes, ao lado, mas 20-30 é o tempo da conquista da adultidade dos vossos filhos e do desterro dos  vossos pais e avós e para alguns de vocês será a emigração,como no vosso caso, ou o emprego precário.

Por mim, e desde a guerra colonial, sempre considerei a minha vida um empréstimo,estou sempre pronto para partir, desejaria que de um modo honrado, tombando, à militar, de PÉ, mas.... 

Seja,como for, partirei sem remorsos, estive sempre onde as coisas acontecem(lema que coloquei também no CPAE) sem cedências,sem cobardias,sem olhar a conveniências, agora ,somente, sinto REVOLTA IMPOTENTE e um grande  sobressalto, porque sou pai de um rapaz de 29 anos,e já netos,por estes descaminhos não verei.

C.

O teu comentário e a mesma e igual situação da R. que conheço desde  menina, não me podiam deixar indiferente, sendo o que sou,tendo a natureza que tenho,já vossa conhecida,e vindo até de uma conferência sobre a saúde em Portugal, onde, impera a mentira sistemática;perigos ocultados, a rebentarem; a destruição de muito,campo de batalha, onde, terço armas na ADM,  lado a lado,  com o  nosso camarada M. S.,entre outros.

C. e R.

Em Portugal uns estão de joelhos perante a  cova,outros, fazem de conta e outros,ainda, cantam vitorias que são nadas,um punhado de mulheres e homens decididos lutam,seremos suficientes para fazer nascer a manhã matinal LUTAREMOS!  Em Portugal Vitorioso são o Futebol ,os vigaristas, os demais são gente para  o holocausto.

C. e R.

Deixo-vos  um retrato amargo,pessimista, mas que tenho como real deste Portugal a que chegamos. Todavia, temos um povo que se ACORDAR,ai dos que o anestesiaram but...

Como não sou nem psicótico,nem deprimido endógeno e adoro Portugal, a vida,as sardinhas,o "binho" e o Amor,além do mar,como madeirense -  CARAGO!  Devo ter alguma/bastante razão but...coisas...

Ainda vos deixo uma grande palavra de amizade, porque também tenho familiares e amigos na Diáspora, e sei quão grandes portugueses são e amam este nosso querido Portugal, matado sob tortura por governações madrastas e corruptas.

Desculpai-me, mas ferve-me o sangue,perante tanto roubo, cobardia,submissão, medo,  miséria moral,politica,intelectual e também miséria material.

Mas também vai sendo tempo de me ajoelhar de bico calado perante a cova: não ganharia nada, mas também não gastaria energias em vão,porém....

Abraços e um grande Beijão PORTUGUÊS à Afonso Henriques, com as palavras e gestos de Camões.

joão.

PS:aos que cá estão, sugiro que comemorem Portugal lendo estórias de gente de Abril,à venda na Editora Colibri, stand 34 A 36A da feira do Livro.Façam o certo Honrados sejam!