terça-feira, 23 de julho de 2013

UM IMPERATIVO DE CONSCIÊNCIA E NACIONAL - LANÇAR POR TODOS OS CANTOS: UMA NOVA ALMA PORTUGUESA!


                           CARTA AOS CIDADÃOS- ELEITORES.

 PORTUGUESAS E PORTUGUESES POR TI, POR NÓS, LEVANTEMO-NOS!
Esta carta é UM CRAVO, um pólen, lançado ao FUTURO para que as PORTUGUESAS E OS PORTUGUESES iniciem a Revolução cidadã que pode libertar as portuguesas e os portugueses dos que nos subjugam internamente para, finalmente, termos Governos e cidadãos livres e honrados perante o ESTRANGEIRO, isolando os andeiros.


Mas Portuguesas e Portugueses este não é um mero texto para ver, é para ESCUTAR E FAZER O QUE ESTÁ CERTO.

andrade da silva


                                           A  CARTA:


domingo, 21 de julho de 2013

PORTUGAL OU SERÁ SALVO PELOS PORTUGUESES, OU SERÁ UM PROTECTORADO ESTRANGEIRO.

                                                 O POVO em 1640


Este texto foi escrito em 19 Julho”


Portugal !

 Se os portugueses  não se alevantarem, a   exigirem uma governação baseada no competência, na honestidade,  no patriotismo, na visão, na defesa da liberdade, da dignidade humana,  no desenvolvimento e na responsabilidade, a curto prazo,  estará completamente subjugado aos interesses estrangeiros da Alemanha e de outros, e cerca de 1/3, a 2/3, ou seja de 3.333.333 a 6.666.666 (números que confundem os distraídos , porque desconhecem que antes destes cortes, 40% ganhavam entre 0 e 10.000 €/ano) de portugueses serão submetidos a um processo forçado de empobrecimento, aliás, já em curso, abrangendo já severamente cerca de 3 milhões dos nossos concidadãos.

Todavia, a saída deste inferno não será nem milagrosa, nem festiva,  será através de uma grande luta, responsável, dirigida não para o céu, mas para a terra, isto é, temos de sanear o estado, os partidos,  as instituições e organizações de indivíduos imorais, sectários e ditadores.

 Se os portugueses não forem capazes de se auto-consciencializarem de toda a trama, e tramas que nos querem subjugar, corremos o risco grave e sério de perdemos a nossa  independência  por décadas, ou voltarmos a situações de pobreza e convulsão social muito profundas.

Portugal precisa de um projecto Nacional, feito pelos portugueses e dirigido pelos melhores entre os melhores, e, isto, não se pode alcançar de outro modo, que  não seja pela democracia, mas não por esta democracia podre, fanatizada, com 50% de cidadãos desinteressados e muitos alienados: acreditam em x e y,  ou no partido a  ou b, porque acreditam.

É preciso uma consciência critica elevada, que leve a um compromisso sério, de cumprimento  inexorável, entre os eleitores e os eleitos.

 Neste país, sem um compromisso rigoroso, objectivo e sujeito a uma supervisão cidadã, jamais teremos democracia, e, viveremos, por muitos e muitos anos, neste regime de podridão, de semi-ditadura ou semi-democracia.

Portugal precisa dos portugueses, como em 1640, 1910, ou mesmo no 25 de Abril de 1974, e nesta perspectiva histórica e humana o VAH- Construir o Futuro, acabou de produzir, neste preciso dia, de 19 Julho 2013, uma carta aos eleitores que é o pólen para a Revolução Cidadã que pode  libertar os portugueses dos ferretes de governações corruptas, da propaganda, do medo dos caciques,  para o que seria importante que este pólen chegasse a  terreno fértil no meio dos cidadãos, dos militantes dos partidos e dos seus dirigentes.

Os militantes dos partidos, os servidores públicos de todos os escalões têm de tomar sobre os seus ombros a responsabilidade moral, ética e cidadã  de tornarem público todos os comportamentos mafiosos, anti-democráticos, indignos que conheçam nas instituições e organizações onde servem - como tanto louvam, e bem,  aos espiões americanos, que, assim, se regeneram - porque se não o fizerem, são cúmplices deste crime que se pratica contra Portugal .

No país, apesar de se ter recebido até ao 1º trimestre de 2013, 45 mil milhões de euros da troika e dos sacrifícios feitos, tudo, neste trimestre esteve pior:   maior défice  (10,6%), maior divida,  mais desemprego.  Dados que revelam que todos os sacrifícios que fizemos  SÃO  ABSOLUTAMENTE  INÚTEIS, não nos tiram do buraco, mas afundam -nos mais.

 Desgraçadamente os   empréstimos e os sacrifícios são só para o serviço da dívida, ou seja, para pagarmos o que devemos (que é impagável) e  os juros, e nada é aplicado no desenvolvimento, no crescimento económico  do país, logo, Portugal falece e  morrem os portugueses.

VAH podemos mudar isto, com novas eleições, como propusemos e com uma nova atitude dos eleitos e  dos eleitores, como propomos na  carta que vamos enviar-vos, durante o dia 22 de Julho.

PORTUGUESES!

andrade da silva

PS: A intervenção, hoje, do Sr.Presidente da República é um ultimato ao PS e ao povo Português,  para que se rendam e se verguem à subjugação nacional e estrangeira.

sexta-feira, 19 de julho de 2013

A ARCA DE NOÉ E A SALVAÇÃO DE PORTUGAL, SEGUNDO CAVACO DA SILVA.


Nota:" queria falar de um sonho  em que uma professora de filosofia fica muito zangada comigo, por ter descrito muitos humanos, como cadáveres andantes, cobertos, da cabeça aos pés, com as vestes da imundície. Não falo disto, falo do dilúvio da nossa imundície."


Naqueles tempos, o bondoso Jeová avisou o honesto Noé que viria, por ali, um dilúvio, pelo que tinha de fazer um grande barcaça - uma arca - e meter lá dentro toda a bicharada digna e os homens justos para sobreviverem ,e continuar a haver mundo-

Noé que  acreditava piamente em Jeová, que sabia ser justo, honesto e sábio cumpriu as instruções. Veio o dilúvio,  eles flutuaram à deriva,   mas quando as águas baixaram  chegaram a bom terreno,  sobreviveram, e com eles nós.

Por aqui, na terra lusitana, é diferente, em 2013,  não existe nem honestidade,  nem bondade, nem sabedoria, nem credibilidade  e, então, quando  se abate sobre Portugal um dilúvio de desgraças: desemprego,  miséria, desacerto e desconcerto, o Presidente da República  manda uns quantos estudarem, em reuniões intermináveis que arcas, barcaças se devem construir para nos salvarmos da dissolução do estado social, da paz social e de tudo,o que, permite aos cidadãos viverem com dignidade.

Ora, se naqueles tempos, Jeová tivesse sido imprevidente, irresponsável  ou sádico, toda a humanidade, os animais e plantas teriam sucumbido.

 Em 2013, em Portugal, não houve previsão, sabedoria, responsabilidade, então,   como nos vamos safar deste dilúvio de desgraças se, ainda para mais, nos ataram de pés e mãos com os embaraços da divida, e do défice e amarraram-nos aos pedregulhos dos juros? 

Como nos vamos safar se  Jeová ou não existe, ou nos abandonou?

GENTES.!...

andrade da silva

quinta-feira, 18 de julho de 2013

E-mail enviado ao Sr. Presidente da Republica e Grupos Parlamentares da A.R.

terça-feira, 16 de julho de 2013

CARTA AOS PORTUGUESES DO VAH: CONSTRUIR O FUTURO.





PORTUGUESAS E PORTUGUESES

PORTUGAL ESTÁ  À BEIRA DO INFERNO ANTI-DEMOCRÁTICO.

A decisão do sr. Presidente da República é uma certidão de óbito para a nossa Pátria  põe em causa, de forma grave, a Democracia e é um desastre, a caminho de uma tragédia.

O  PS, PSD e CDS podem querer  esta solução, mas em democracia só a poderão obter com eleições. O Presidente nega essa possibilidade no curto prazo, vamos ter uma fantochada terrível para beneficiar uma minoria e enforcar Portugal, e a forca vem em Junho de 2014, com um 2º resgate  para nos escravizar. É para este inferno que este governo, este PR nos conduzirão.

Ou nos libertamos, ou seremos uma legião de escravos ao serviço dos interesses do capital financeiro, da Alemanha e das multinacionais. Como é que, em qualquer circunstância um governo tão mau, incompetente e irresponsável pode cumprir as graves exigências da governação?

Haverá  sempre quem queira ver os cidadãos apavorados, paralisados e em estado de negação, todavia  uma enclita geração é necessária à salvação da Pátria. 

 Nesta linha aos portugueses que querem defender Portugal e a Democracia, o VAH: CONSTRUIR O FUTURO apela à coragem e sabedoria dos grandes Portugueses para lutarem e evitarem o   FUNERAL DA DEMOCRACIA, desenhado e desejado  pelos poderes totalitários.

DEFENDER PORTUGAL E A DEMOCRACIA SÃO UMA EMERGÊNCIA E UM DEVER  PATRIÓTICOS .

Portugueses, por Portugal – Presentes!

 Lisboa, Portugal 11 Julho de 2013

VAH: CONSTRUIR O FUTURO

Os signatários:

António Moura
António  Costa Mota
Eduardo Milheiro
Henrique Mendonça
João António Andrade da Silva
Matos Serra
Manuel Custódio Jesus
Manuela Jorge
Nuno Melo
Ruth Moreira
Serafim Pinheiro
Tiago Vidigal







quinta-feira, 11 de julho de 2013

AS GRAVES HORAS DE FINISPORTUGAL.




 Partilho nestas horas terminais para 6.666.666 de portugueses as  preocupações gerais da Nação.

 Se tudo correr como o PR desenha ( peço uma vez mais atenção para a plasticidade táctica e utilização do principio da surpresa, por estes ploticos, mesmo que todo este jogo possa vir a ser de uma verdadeira roleta russa para milhões de portugueses )  deixa de haver eleições até à eternidade.

   Com o tal acordo de médio prazo entre PSD, CDS e PS, este, gerido por António Costa,como se diz que pretende o dono do BES, as eleições  passam a ser ainda mais simulacro do que hoje são. 

 As eleições foram e são na melhor das hipóteses semi-democráticas, o que,  se explica com alguma facilidade, para além das evidentes campanhas de intoxicação da CS, "compra" de votos etc.

 O VAH,( VIVER ABRIL, HOJE(VAH):CONSTRUIR O FUTURO, se existir, deve acompanhar o país nas suas ansiedades.

Todavia, sendo o caminho a percorrer, na minha opinião, do tamanho da eternidade, há passos a dar no caminho da revolução possível - a luta, faz-se lutando todos os dias no maior número de tabuleiros possíveis  por ora, e, nesta linha, a nossa grande carta aos eleitores que vai ser sabotada, desvirtuada é um "pequeno passo para os seus proponentes, e um grande passo  para a mudança de Portugal", se conseguir cumprir o seu objectivo,  vencer todas as barreiras, e chegar aos eleitores.


andrade da silva

quarta-feira, 10 de julho de 2013

O DESASTRE ESTÁ ENTRE NÓS: O MEDO ESTÁ A DESTRUIR-NOS.

                                                " O condicionamento total"


" Reflectindo sobre o texto de António Costa Mota - "A Vergonhosa Teoria do “São todos iguais”"


 Ninguém é mal-informado por opção consciente. Este poder TOTALITÁRIO já trabalha ao nível mais profundo das camadas inconscientes do cérebro.

A gente mal informada, as baratas tontas, os zombies já foram apanhados pela mais profunda lavagem ao cérebro, mentalismo e condicionamento digital. 

 MERKEL denunciou que a politica é 50% de psicologia, usada criminosamente, ou seja 50% de condicionamento clássico,  pavloviano, somos tratados como cães, objectos, coisas, e estas acções associados a desemprego provocam terror medo, stresse.

Estamos a um nível superior da guerra psicocibernética, condicionamento digital, via TV, rádios, facebook, igrejas, escolas etc.

 As baratas tontas, os mal-informado,os iludidos  são vitimas desta guerra, e, é por aqui que o poder totalitário quer ganhar, e, para isso, são tacticamente muito plásticos, porque não obedecem a regras éticas, enquanto, os que se opõem estão bastante no passado, não são criativos e nem sequer muito corajosos, como diz José Gil ( revista visão de  4 de Julho  ) vivemos presos  num sistema múltiplo de medos, e, assim, vamos 6.666.666 de portugueses  ser escravizados. 

Situação em que, paradoxalmente,  a maioria se sente segura, perante o medo do desconhecido  e dos discursos cínicos, em  que  muitos falam de politica, mas não dizem no concreto, no dia a dia de cada um, as consequências do que anunciam  como sabonetes, mas, por exemplo, são incapazes de falarem das  consequências directas da saída do euro.

Todavia,  o economista Paulo Trigo diz que isso significa um empobrecimento imediato de 30 a 35% para todos. Neste quadro como se resolve esta questão, se até o que nos alimenta importamos, isto é, para nos alimentarmos teríamos de gastar mais 30%, e como seria o preço das mensalidades das nossas casas, se os bancos que nos emprestam financiaram- se em bancos estrangeiros, etc. etc ? E do mesmo modo quem nos fala sobre o enforcamento a que a Alemanha nos condenou? Quem fala com propriedade sobre todas estas matérias com contas e projectos reais?

As formigas trabalham e não têm tempo, as cigarras cantam, as baratas tontas andam por aí, os mal informados são mortos-cidadãos, os lutadores são poucos  - chegarão para o tanto que é preciso, se mantiverem o actual  ritmo, e as mesmas tácticas?

PORTUGUESES, querem escravizar 6.666.666 de nós, eu e muitos de vós, provavelmente, faremos parte deste grande lote, logo, alevantemo-nos e organizemo-nos bem melhor e mais.          

Acordai, pode não ser  suficiente  o que se está a fazer.

andrade da silva

PS: AOFA - Projecto de Colaboração de Amigas e Amigos da AOFA!
António Costa Mota - "A Vergonhosa Teoria do “São todos iguais”"
O conteúdo deste artigo é da exclusiva responsabilidade do autor!

http://www.aofa.pt/artigos/Antonio_Costa_Mota_A_Triste_e_Vergonhosa_Teoria_do_Sao_Todos_Iguais.pdf

segunda-feira, 8 de julho de 2013

NO PORTUGAL CORRUPTO O ALTERNE POLÍTICO DARÁ LUGAR À REVOLUÇÃO POLÍTICA , OU A UM 25 ABRIL, OU A UMA DITADURA.



Tenho, como muito  certo, depois de fazer o giro do horizonte, ouvir os partidos;   as e os bruxos da CS dizendo que  sai Portas mas fica,  e entra Pires de Lima (?) para a parte económica; as linhas quebradas da rua (o   governo não cai, a Europa não muda com   procissões aos acessos da ponte ou com folclores no marquês) que estamos num circo esquizofrénico.

Uns deuses-menores  pensaram que a solução da situação portuguesa estava na gente novata, arrogante, espertalhona e dos negócios bem sucedidos que colocaram no governo, esqueceram -se, como diz  Adriano Moreira, citando culturas africanas,   que quando morre um idoso, termina uma biblioteca, e foi um desastre; na  suposta  Primavera das ruas, em Portugal, pensa-se que será um certo estilo de jovens que mudará isto, mas há uma diferença entre espectáculo e luta dura, até cruenta, ora, ver tudo isto, e até  se dizer  que a luta continua Seguro para a Rua etc, etc, leva-me a pensar, se assim se continuar, mais à frente 5, 10,15 anos, a Nação  exigirá às Forças Armadas que tomem o lado certo de Portugal,  e  façam   por omissão ou acção um 25 de Abril,. 25 de Abril que é  quando a Nação quiser. 

Portugal é um todo intergeracional e só, com os 6.666.666 de portugueses marcados para vitimas   acontecerá Portugal.

 É preciso colocar o poder no POVO, e o VAH - VIVER ABRIL HOJE (VAH) CONSTRUIR FUTURO deve também empenhar-se num projecto Nacional para aqueles  6.666.666 portugueses que cada vez mais, agora, com o 2º resgate, vão perceber o que estou dizendo.

 Em 2008 escrevia que muitos sentiam um profundo desprezo pelos pobres e desempregados, porque consideravam isso, como um fracasso pessoal, enquanto eles tinham sucesso no trabalho,  eram remediados, endividados  e felizes, não leram os sinais, pois hoje centenas de milhares desses são pobres e desempregados. O que, dirão?

Porém,  até que o que é justo aconteça, e para  que este 25 de Abril seja o de 74, revigorado, actualizado, como, quase, juramos na alvorada de 25 de Abril 2013, junto ao cais das colunas,   este ou outro VAH ( VIVER ABRIL HOJE (VAH) CONSTRUIR O FUTURO, -vide,pag. Abril, Hoje) vivo, actuante  pujante é tão   imperioso, como o ar que respiramos. 

   Sem um  grandioso e vitorioso projecto Nacional restará aos portugueses chafurdarem, neste quase geral podre, nojento, cínico, imoral  atoleiro  desta politica e   políticos,  até que uma pesada espada de Dâmocles, tirana, ditatorial e fascista ponha termo a este chiqueiro de quase total  esquizofrenia  de um país, que vivendo à beira   da morte, atacado por vários tumores, quase tudo nega, e só dá boa nota  ao que os capatazes  lhe impingem.

 Gostaria que não fosse assim, mas então, como tenho dito,o que há a fazer exige  uma dimensão transcendente de  sabedoria, juventude, imaginação, ousadia, Futuro.

Se assim não for, um triste e desgraçado Portugal se irá arrastando  até à Ditadura, ou até ao   25  de Abril   que o povo vier a ordenar às Forças Armadas.  

Também eu,   juntarei a minha voz ao povo nesta exigência.

andrade da silva


sexta-feira, 5 de julho de 2013

MATAM OS JOVENS PORTUGUESES. EIA!... AO PAÇO – PORTUGAL!....

                                       O MILAGRE DE SER JOVEM

A um jovem amigo, ao meu filho, a todos os jovens de Portugal e do Mundo

 Querido amigo, por ti, por todos os nobres jovens, pelo meu filho, por nós, por Portugal, Alevantados, e nunca Caídos do Chão.

Todavia, Portugal morre, porque os portugueses sucumbem,  Seria essencial à vida, nesta nossa terra - os portugueses vencerem!...

Quando, meu querido amigo, mui nobre jovem, me dizes:

“Estou quase a terminar a tese – a defesa do doutoramento esta planeada para dia 13 de Dezembro (gostava que viesses assistir).

Estou a escrever um projeto de pós-doutoramento, mas sinceramente já não tenho esperança que os concursos abram este ano (a abertura deveria ter sido em Junho, mas com a atual conjuntura….)

Entretanto em Abril acabou a bolsa, continuei na universidade, cheio de trabalho, mas sem a melhor parte. Hoje tive uma boa notícia, consegui uma bolsa de técnico por 2 anos ( a ganhar 745€ por mês, que não é nenhuma fortuna, mas vai dar para sobreviver se o pós-doutoramento não sair…)”

Para além da honra que sinto pelo teu convite e a nobreza do teu carácter, a tua humildade – uma grande lição – não posso de ter vergonha, mesmo ódio, por aquilo que estes usurpadores e a Alemanha  fazem a tantos jovens.

 Por este trágico caminho de suicídio e mortandade, poderá continuar a haver uma faixa de Terra a que chamem Portugal, mas a “Ditosa (pelo seu povo, cultura, história, beleza natural) PÁTRIA, NOSSA AMADA” jaz morta, álgida, ingloriamente.

E Tu “NOBRE POVO!
 NAÇÃO VALENTE, IMORTAL”,
O que fazes, o que esperas, ainda ?...

abraço-vos e amo-vos
andrade da silva

PS: E como   será com o 2º resgate que, tão dissimuladamente, preparam, atraindo o PS à armadilha da inevitabilidade?


terça-feira, 2 de julho de 2013

O GOVERNO IMPLODIU, COM A QUEDA DE PORTAS.

A Nebulosa da Incerteza caiu sobre PORTUGAL: Passado ou Futuro? Futuro ou Tragédia?


A procissão saiu do Adro e o andor explodiu, e onde pára o PR?

Levantados do Chão, vão querer fazer de todos deitados do chão.

PORTUGAL MORRE. FORÇAS ARMADAS, PORTUGUESES É PRECISO CUMPRIR O DEVER – PORTUGAL!

Como acabava de dizer em LEVANTADOS Do CHÃO - SIM! Temos o Futuro ou a morte no horizonte.

Loucos e irresponsáveis tomaram conta do governo de Portugal. 

Portugal matado!

Estamos à beira do suicídio junto à boca do Inferno, onde, muitos portugueses se suicidam, mas Portugal suicida-se  nos Alcácer - Quibires. 

 Este é a Hora da TRAGÉDIA OU SALVAÇÃO  Nacional que desde há algum tempo anunciava  e  há algumas horas atrás referia, sublinho e novamente evoco.

Só os  Portugueses  podem Mudar esta fatal história.

andrade da silva

PS:     Iniciou-se uma grande Comédia, esquizofrénica





LEVANTADOS DO CHÃO - SIM!...DEITADOS - NUNCA!




 A procissão vai no  adro. Não deito foguetes com a queda de mais uma estaca corroída de um  inglório   governo ao serviço da Alemanha e dos agiotas internacionais. Foi imperioso, cumpriu-se um DEVER,  ganhou-se uma batalha, mas o Futuro é uma grande nebulosa.

 Este governo já há muito teria caído pelos movimentos sociais, mas também,  como todos SABEM, pela oposição interna, desde logo, do CDS e do próprio Conselho de Ministros, como o ouvidor e propagador das coisas estranhas,  Marques Mendes, com todo o despudor revela. 

Este governo é mantido pelo PR.Cavaco da Silva, como é evidente (e que se mantém em funções para quê?) e a Alemanha, como é super evidente, e, ainda, porque o PS pura e simplesmente não quer sofrer deste suplício de Tântalo, em que a politica caiu.

Chegamos ao fim da picada politica, com solução no alterne, sublinho alterne, seguindo a adequada classificação   de   Dinis de Almeida. Todavia chegaremos ao fim da picada social com 3 soluções alternativas possíveis, com ou sem revoltas  populares: REVOLUÇÃO POLÍTICA DEMOCRÁTICA;  CONTRAREVOLUÇÃO DITATORIAL, OU DITADURA FASCISZANTE, pura e simplesmente. Não é   profecia à Nostradamus, é previsão sócio- politica.   

 Caído Gaspar vêm ao de cima as falácias, mas não a solução. Por ora, em termos sociológicos e políticos não há nenhuma solução Nacional à vista, logo o VAH, ou outrem, deveriam trabalhar para solução Nacional de verdadeira emergência Nacional.

Incito o VAH - VIVER ABRIL  HOJE (VAH) CONSTRUIR O FUTURO, a crescer rapidamente,a lutar e nunca fazer parte dos CAÍDOS DO CHÃO, MAS SIM DOS LEVANTADOS e LUTADORES ESTÓICOS por PORTUGAL!

Espero que toda a Força  Patriótica se mobilize, alevante e com as  Bandeiras da LIBERDADE/DEMOCRACIA, democrática; DIGNIDADE e DESENVOLVIMENTO lute por PORTUGAL e por outra Europa.

andrade da silva


segunda-feira, 1 de julho de 2013

05 - POEMÁRIO * A Bandeira da Vida



Caminhemos! Além do cerro, caminhemos!
Sob a névoa, há sinais do fogo que se ateia.
Enrubesce a manhã. E o seu clarão semeia
primaveras de nós. Ousados, caminhemos!

A bandeira da Vida, ao alto, desfraldemos!
Com a força do braço e da vontade plena!
No futuro do olhar, o longe já acena.
Sem temor nem cansaço, ousados, caminhemos!

Já perdeu quem ficou na renúncia da espera.
Já perdeu quem escolhe o pão da rendição.
Ah, que seja amassada esta fome do pão
em cansaços que só a liberdade gera!

É de mim e de ti, de nós todos, nesta hora,
a razão de partir «por esses campos fora»!...


José-Augusto de Carvalho
30 de Junho de 2013.
Viana * Évora * Portugal