segunda-feira, 9 de abril de 2018

A GOVERNANÇA MUNDIAL TOTALITARISMO MULTIFACETADO GLOBAL



Somos  governados a nível mundial globalmente  por um totalitarismo multifacetado: politico; e,ou financeiro; e,ou comunicacional ( condicionamento psicológico digital total ); e, ou  prot-onazi; e.ou estalinista, com vários tentáculos que se estendem da China, à Rússia, passando pelos EUA, África, Egipto,  Turquia,  Brasil, Itália, Espanha, Portugal com as suas mais marcantes formas ou processos:

 - o populismo de extrema-direita EUA, Filipinas;

 - as Guerras terroristas e de regimes ditatoriais  subordinados  Iraque, Síria, Israel,  Turquia, Irão;

- as  ditaduras tipo ou com inspiração  convencional  China,  Rússia e Coreia do Norte;

- e outras formas de degenerescência democrática com a corrupção, o bloqueamento do estado de direito a minarem as democracias,   como são os caso mais grave  do Brasil e Angola( a de Eduardo dos Santos) ,  mas onde também se incluem a Itália, Espanha - agora, com o pendor pró franquista na condução da questão secular da Catalunha( desde 1640 que reclamam pela independência) ,Portugal etc. etc.

E este estado de coisas coloca-nos à beira:

-  de grandes conflitos internacionais;  

- da tragédia do Brasil;

-  da matança criminosa na Síria;

- na muito complexa e perigosa situação da Catalunha;

- e num Futuro, mais ou menos longo, a toda a HUMANIDADE sabe-se lá onde.???

Obviamente, que Portugal é pequeno e pobre,  mas como ousamos  em Abril podíamos fazer a diferença, mas não o  fazemos, porque como o proclamou o Sr .Presidente da Republica as relações institucionais com os  vários estados obriga-nos a uma reserva e subordinação, e tem toda a razão, NÓS,  nem temos as reservas estratégicas mínimas desde as alimentares às restantes energéticas e outras que nos garantam a independência, consequentemente " TEMOS DE COMER E CALAR" para amanhã termos nas padarias o pão de trigo. Impotamas  quase todos os cereais que consumimos:
(expresso.sapo.pt/economia/2017-03-11-Producao-de-cereais-em-minimos-historicos


11/03/2017 - No ano passado, Portugal teve de importar 98% dos cereais que necessitou para se alimentar. ... revelam que o último inverno — particularmente seco — se traduziu em reduções de 5% na área de centeio, 10% nas áreas de trigo mole, triticale e cevada e 15% na de trigo duro, face à campanha anterior.)...


.... logo....
                     
                                                        EIA!

Com a morte lenta, ou estado comatoso  de Abril, nem "alembramos " à ONU que o mundo está numa situação muito perigosa e que é preciso agir... coisas...

Todavia, tudo se vai encaminhando para um fascismo global,  como o tem previsto a teoria da Conspiração... coisas...

andrade da silva




PS:            9 de ABRIL 1918  BATALHA DE LA LYS

A primeira Guerra é no seu conjunto um cântico de luto e dor, pelos soldados portugueses mandados para a guerra pelos políticos que os abandonaram e sob o comando de generais e coronéis que NUNCA deviam ter aceite levar os soldados portugueses para as trincheiras mal armados, mal equipados, mal tREINADOS e sujeitos a um comando inglês tirano que obrigou ao fuzilamento de um soldado por um crime de deserção que não cometeu.

As comemorações a terem lugar seria o julgamento histórico dos Políticos que abandonaram os
militares e dos generais que aceitaram tal incumbência que perante os senhores Generais Gabriel Espírito Santo, Pinto Ramalho,como disse Aniceto Afonso, quando, numa conferencia os interpelei, fizeram dos nossos soldados mera "CARNE PARA CANHÃO" e tais comportamentos repetiram-se na guerra colonial e nos nossos dias.

Só há lugar a um grito dilacerado de Dor e a um LIBELO ACUSATÓRIO GRAVE contra políticos e comandantes militares.


Sem comentários: