terça-feira, 7 de dezembro de 2010

SOU INOCENTE!



Porque me quer culpar por esta crise, o Sr. João das Iscas que foi hoje ao programa da TV, prós e contras, e que só há 6 meses descobriu que andava a ser enganado, quando publicamente há quase três anos ando a escrever, por tudo quanto é sitio, que estamos a ser enganados?


Mas, porque carga de água, quer aquele e outros senhores me acusarem de um desvario colectivo, se não tenho carta de condução, não tenho nenhum plasma, nem sabia o que era a nespresso, nem como pequenos almoços nas pastelarias e faço viagens a Espanha em turismo sénior de baixo custo?


E, porque posso ser acusado do endividamento externo das famílias se não contraio os empréstimos loucos que os bancos oferecem, sistematicamente? Hoje, mesmo, queriam emprestar-me 20 mil euros. Lá tive de dizer que se nunca recorri a tais empréstimos, porque o ia fazer agora?


Também, porque me pode culpar o Sr. de Foz Côa que só agora descobriu que as terras do Norte devem ser emparceladas, se desde 1975, eu, que nunca fui agricultor, o digo, e sobre isso escrevi em 1976, referindo para Portugal, como boa solução, um sistema agrícola misto do tipo Israelita?


Mas, ainda como me pode acusar outro agricultor por terem abandonado as terras e as pescas, se por causa de lutar contra o absentismo nas terras do Alentejo fui deportado para a Madeira, onde, me quiseram matar, e porque me defendi fui preso por cerca de 2 anos, e estive a ser julgado durante 6 anos por ter tido, segundo os meus acusadores, um papel destacado nas " ocupações selvagens, nomeadamente do hotel Planície em Évora", como consta da acusação, o que, associado a uma outra de ser ideologicamente exuberante, fez de mim um perigoso comunista, afecto ao PCP, segundo a repartição de pessoal do Estado Maior do Exército?


Não posso ser culpabilizado. Sempre alertei para os gastos excessivos das famílias, com base até na resposta que o Governo, do então, 1º Ministro Cavaco da Silva, me deu, quando protestei contra a exiguidade dos meus rendimentos, e me foi referido que pertencia aos 20 % dos que pagavam IRS que ganhava mais.


Ora se a minha vida foi sempre a contar os cêntimos e não tenho pé de meia que se veja, nem bebo wiskey, nem vou a boites, logo, para mim sempre muito fácil verificar que muita gente vivia acima das suas posses, e, portanto, não sou responsável por este despesismo, nem solidário com estes desmandos, e muito menos com a fuga ao fisco e as contabilidades viciadas dos grandes capitalistas.


Como também sempre paguei impostos, trabalhei mais dois anos do que devia, para o que tive de pedir autorização, e depois mandaram-me embora, porque era preciso dar a minha secretária a um mais jovem - isto não é anedota, é um facto- e até use muito pouco o SNS, de que posso ser culpado nesta crise?


Pessoalmente considero-me inocente de tudo, e, contrariamente, sou vitima, como milhares de portugueses, destes governantes e de toda esta gente gulosa que quis ser mais do que podia ser e o país permitia.


Nós de facto produzimos pouco ou nada, como é fácil de constatar, e muitas vezes referi que somos um país com milhares de portugueses encostados e inertes, logo, condenados, por falta de liderança, a uma morte lenta e angustiante.


ESTOU INOCENTE DE QUALQUER CULPA NESTA CRISE DO CAPITALISMO ESPECULATIVO E DO DESVARIO CONSUMISTA INDUZIDO EM MUITO DESGRAÇADO.
coisas...
andrade da silva
Nota:
A propósito do comentário da nossa querida amiga Marília, a que respondo em comentários, acrescento para maior explicitação ao texto a seguinte nota:
SOU INOCENTE em termos da deriva anti- 25 de ABRIL que se iniciou com o 25 de Novembro 75, e desembocou nesta crise, que continuará.
Mas fui declarado CULPADO e punido durante mais de 30 anos, por ter feito também o 25 de ABRIL 74, e ter estado ao lado do POVO TRABALHADOR ALENTEJANO. CULPA que sempre assumi com honra, amor e orgulho, muitas vezes acompanhado por grandes camaradas, e outras vezes sozinho.
PELA LIBERDADE DE PORTUGAL, o 25 de ABRIL 74 - SOU CULPADO.
PELA CRISE DO CAPITALISMO FINANCEIRO - SOU TOTAL E COMPLETAMENTE INOCENTE



11 comentários:

Marília Gonçalves disse...

oh Capitão, seja inocente de tudo, mas não se diga inocente de ser comunista, que foi nome usado por homens de brio e honra nas terras de Portugal e que bem caro o pagaram!
Que não seja comunista é o seu pleno direito, mas os comunistas portugueses, para além de luta e sofrimento, nunca vi que disso tirassem mais nada a não ser vidas destroçadas mas coM BRIO APESAR DA FOME- TORTURA- PRISÃO-DEGREDO DESEMPREGO- FALTAS DE CASA ONDE ALOJAR OS SEUS,-MORTES NAS FAMÍLIAS POR FOME, para defender a Liberdade e os DIREITOS do Povo de Portugal! foi tudo quanto colheram além dos incessantes insultos do anti-comunismo primário!
com o meu abraço de filha e familiar de comunistas, que com faltas e sofrimento o paguei desde menina e o vi pagar a filhos de amigos, crianças também e mais familiares!
Marília Gonçalves

andrade da silva disse...

OH Marilia

Que grande confusão SOU INOCENTE desta Crise, não contribui para ela, e, porque, desde há muito, luto contra os avós e os pais desta crise até me acusaram OFICIALMENTE- é uma acusação explícita - de ser COMUNISTA e, neste regime, democrático paguei muito caro por isso, à imagem e semelhança do que aconteceu com outros, noutros tempos.
Mas nesta matéria não se confunda, nem misture as coisas, a cada um o que é de cada um, no fascismo aos 23 anos e idade denunciei a guerra, aos 24 anos integrei o Movimento dos capitães e do MFA, aos 25 anos participei no 25 de Abril 74, logo a PIDE não teve tempo de me agarrar, mas se o 25de Abril tivesse falhado, o que nos teriam feito, já pensou, mas nós pensamos antes de entrarmos em acção?
Entre o 25 de Abril 74 e Novembro 75, andei lado a lado, desde o nascer do Sol até depois das 24 horas, todos os dias, dias feriados e fins de semana, com as trabalhadoras e trabalhadores alentejanos do PCP, do PS e de outros partidos.
Na luta por um Portugal MELHOR NÂO SOU INOCENTE. FUI DECLADO CULPADO PELAS GENTES DO 24 DE ABRIL,E CONSIDERO-ME MUITO, INFINITAMENTE CULPADO.

Porque o regime nascido com o 25 de Novembro me considerou CULPADO, o que me HONRA, fui deportado para a Madeira para ser MORTO pela flama; fui preso por duas vezes, uma delas por 2 anos por não me ter deixado MATAR, por uma quadrilha organizada - OS DIABO À SOLTA e outra por 8 dias pelo sr. General Garcia dos Santos, por me ter defendido de acusações como de ser COMUNISTA, ser exuberante, ter fanatismo ideológico, ter ocupado terras, ter destituído direcções afectas ao estado Novo, como foi o caso da Associação de Regantes do Vale de Sorraia e durante muitos meses na prisão fui sujeito a todos os vexames, e castigos prisionais ilegais, do que me queixei junto do governador militar de Lisboa, á altura, o gen Vasco Lourenço, sem nenhuma consequência.
NÃO HAJA CONFUSÔES SOU CULPADO DO 25 de ABRIL 74, os fascistas nunca o esqueceram, espero que há esquerda ninguém branqueie o que É UMA VERDADE; SOU INOCENTE DA DERIVA ANTI-25 de ABRIL que se vive em PORTUGAL, desde o 25 De NOVEMBRO 75, mas sou culpado com os Capitães de Abril por ter havido em Portugal o 25 de ABRIL 74.

Marilia
Sabe é natural que isto aconteça, o que se passou comigo e com muitos outros durante mais de 30 anos, por causa do 25 de Abril não é publicitado, sou independente, não escrevo livros, e, assim, como outros vemos mentirosos, velhacos e cúmplices a serem homenageados pelas vítimas. Mas nesse farsa do tipo da denunciada pelo site WikiLeaks, nunca poderão contar comigo. É um vómito

abraço
asilva

andrade da silva disse...

OH Marilia

Que grande confusão SOU INOCENTE desta Crise, não contribui para ela, e, porque, desde há muito, luto contra os avós e os pais desta crise até me acusaram OFICIALMENTE- é uma acusação explícita - de ser COMUNISTA e, neste regime, democrático paguei muito caro por isso, à imagem e semelhança do que aconteceu com outros, noutros tempos.
Mas nesta matéria não se confunda, nem misture as coisas, a cada um o que é de cada um, no fascismo aos 23 anos e idade denunciei a guerra, aos 24 anos integrei o Movimento dos capitães e do MFA, aos 25 anos participei no 25 de Abril 74, logo a PIDE não teve tempo de me agarrar, mas se o 25de Abril tivesse falhado, o que nos teriam feito, já pensou, mas nós pensamos antes de entrarmos em acção?
Entre o 25 de Abril 74 e Novembro 75, andei lado a lado, desde o nascer do Sol até depois das 24 horas, todos os dias, dias feriados e fins de semana, com as trabalhadoras e trabalhadores alentejanos do PCP, do PS e de outros partidos.
Na luta por um Portugal MELHOR NÂO SOU INOCENTE. FUI DECLADO CULPADO PELAS GENTES DO 24 DE ABRIL,E CONSIDERO-ME MUITO, INFINITAMENTE CULPADO.

Porque o regime nascido com o 25 de Novembro me considerou CULPADO, o que me HONRA, fui deportado para a Madeira para ser MORTO pela flama; fui preso por duas vezes, uma delas por 2 anos por não me ter deixado MATAR, por uma quadrilha organizada - OS DIABO À SOLTA e outra por 8 dias pelo sr. General Garcia dos Santos, por me ter defendido de acusações como de ser COMUNISTA, ser exuberante, ter fanatismo ideológico, ter ocupado terras, ter destituído direcções afectas ao estado Novo, como foi o caso da Associação de Regantes do Vale de Sorraia e durante muitos meses na prisão fui sujeito a todos os vexames, e castigos prisionais ilegais, do que me queixei junto do governador militar de Lisboa, á altura, o gen Vasco Lourenço, sem nenhuma consequência.
NÃO HAJA CONFUSÔES SOU CULPADO DO 25 de ABRIL 74, os fascistas nunca o esqueceram, espero que há esquerda ninguém branqueie o que É UMA VERDADE; SOU INOCENTE DA DERIVA ANTI-25 de ABRIL que se vive em PORTUGAL, desde o 25 De NOVEMBRO 75, mas sou culpado com os Capitães de Abril por ter havido em Portugal o 25 de ABRIL 74.

Marilia
Sabe é natural que isto aconteça, o que se passou comigo e com muitos outros durante mais de 30 anos, por causa do 25 de Abril não é publicitado, sou independente, não escrevo livros, e, assim, como outros vemos mentirosos, velhacos e cúmplices a serem homenageados pelas vítimas. Mas nesse farsa do tipo da denunciada pelo site WikiLeaks, nunca poderão contar comigo. É um vómito

abraço
asilva

Marília Gonçalves disse...

MEU CARO AMIGO e COMPANHEIRO, e alto o digo, de tudo sei o que de bom lhe devemos, foi mesmo o primeiro a vir para a Rua na NOSSA MADRUGADA!
apenas chamo a atenção sobre o facto de dizer que o acusam de ser Comunista,eu simpatizante comunista até à medula, pelas ideias que são o fundamento do Comunismo, e para me não servir de frases feitas, a concretização da fraternidade, pelo pão para todos igual, assim como o direito a viver do fruto do seu trabalho, como melhor lhe aprouver, mas sem prejudicar nem tentar esmagar um irmão, numa mentalidade limpa dos acumulados vícios, de séculos, milénios de história, nunca me sentiria agredida por me chamarem aquilo que reconheço ser a perfeição máxima do ser humano, mas que por uns laivos de egoísmo que me reconheço, nunca me atrevi a pretender a tal nome.
é que por exemplo se estou doente, deito-me e trato-me, os COMUNISTAS, seguem em frente, lutando debaixo de ofensas e insultos por aquilo que acreditam ser o bem supremo.
Se faz frio aninho-me em casa, os Comunistas de peito aberto fazem-se ao CAMINHO. mas PORQUE DELES NASCI
POSSO TESTEMUNHAR DE QUANTA GENEROSIDADE, E GRANDEZA DE ALMA os faz seres que compreendo seja difícil imitar. E é pena! porque se muitos de nós agíssemos como eles, o esforço repartido também seria menor e cada activista teria para a sua vida pessoal, um pouco mais de tempo, tanto para aproveitar a vida de família, como para momentos de lazer. Porque afinal estamos a falar de SERES HUMANOS, com sonhos, desejos, necessidades, como qualquer de nós! em troca recebem insultos! Seria mais honesto dizermos e mais limpo, não temos a vossa coragem nem a vossa generosidade e o que damos de nós é muito pouco, para que o Mundo seja enfim justo e fraterno
se fossemos mais a participar e a pensar, é possível que algum tropeço pudesse ser evitado! HOMENS e MULHERES, de tanto trabalho exaustos, o Caminho torna-se mais penoso e longo
e se começássemos por reflectir nisso tudo?
Quanto a si meu caro Joao, conheço o seu valor e a sua infinita bondade, foi apenas uns pontos nos iii que quis pôr, sobre o que se pensa dos Comunistas e do Comunismo! Mas isto dava muito pano para mangas!
abraço para si Companheiro, por tudo o que sofreu em nome de Abril, hoje conspurcado pela força repugnante do Capital e do Dinheiro, que pensa poder comprar pessoas como se de mercadoria se tratasse! A todos nós de lhes provar que se enganam!!!

Marília Gonçalves

Marília Gonçalves disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Marília Gonçalves disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Marília Gonçalves disse...

COMPANHEIRO E AMIGO

vejo-me forçada a responder-lhe num post, pois longe de mim a ideia ou a vontade de ferir ou macular um Homem sincero e bom!
e aqui como sabe a resposta nao cabe
abraço sentido
Marília

Marília Gonçalves disse...

INCRÍVEL! Há UM BUG
NÃO QUERIA ACEITAR A RESPOSTA E DEPOIS FICOU UMAS POUCAS DE VEZES
AS MINHAS SINCERAS DESCULPAS
Marília

José Pires disse...

É POSSÍVEL !

NÓS PODEMOS ALTERAR "ISTO" !!!

IMAGINEM...

http://josepiresapresidencia.blogspot.com/2010/12/imaginem.html

Marília Gonçalves disse...

Meu Fraterno Capitão de Abril, Coronel Andrade da Silva, João,

gostava de pôr mais uma pequena acha, ao que tenho como experiência pessoal dos Comunistas, e não somente das bases, visto que entre Quadros tenho grandes amigos de muito mérito e dignos do maior respeito!
Onde alguma vez se ouviu caso de dirigente comunista corrupto ou que tenha feito fortuna a explorar outrem? Nunca!
Agora o que aconteceu foi a seguir ao 25 de Abril no quente da Revolução, muito gato se ter feito passar por lebre! o lesto movimento revolucionário não permite que se và procurar o piolhinho em cada cabeça! infelizmente nem todas bem pensantes. Mas ser e fingir ser são coisas muito diferentes! os ditos depressa se desmascaram por sua fome desvairada de trepar (ai, que se diria se a selecção dos Comunistas, tivesse o mesmo carácter cauteloso, anterior ao 25 de Abril, em pleno período salazarista/caetanista (não, não dou maiúsculas a feras, já o foram mais, muito mais que outra fera qualquer) então sim aqui-del-rei, que os vermelhos eram sabe-se là que mauzões da fita!
Em todas as revoluções houve enganos e erros, começando pela REVOLUÇÃO FRANCESA, e n entanto, que Luz nos veio ao Mundo: que DIREITOS AOS POVOS, até à noção do Direito!
Mas voltando aos Comunistas, meu tio Alfredo Dinis o "Alex' era um Homem de uma ternura infinita, que adorava e respeitava a família, no entanto era um Dirigente Comunista,
adorava crianças e os jovens, e minha mãe dele recebeu as primeiras noções do Comunismo! Se pudessem saber toda a ternura que envolve esse nome, todo o respeito pelos pais, o emocionante discurso que a irmã, uma jovem fez no seu funeral subindo acima dum caixote...
eu tenho pena sincera dos que ignoram a sensibilidade dos Comunistas e lamento que façam tanta gente engolir tais cobras (que são bicho venenoso, para mais se ingerido)
Abram os Olhos minha gente! Aprendam a ver! Vejam o exemplo de honestidade que foi a vida do Álvaro Cunhal, e não esqueçam que além do Revolucionário era um Artista, um excelente desenhador, com cenas sobre o sofrimento do Povo Português que sempre defendeu, por quem esteve preso e torturado tanto tempo! Vejam hoje o calor humano que se desprende do Jerónimo de Sousa, a sua vivência, o seu modo de falar, cativante e bom, mas claro forte, convicto e revolucionário!
Será caso que o povo possa apreciar mais os modos hipócritas? as falsas maneiras, os maneirismos estudados?
Tenho um grande amigo, mas mesmo grande amigo que é Padre,e como nos entendemos bem, pelo amor que votamos ao ser humano! Tal como sou amiga de Comunistas porque também com eles partilho o amor pela Humanidade e por um Mundo fraterno e sem feras que devoram seus semelhantes, sem um soluço sentido, diante da fome das criancinhas sob o olhar impotente das mães
e agora uma palavrinha sobre a Violência, ele há là maior violência que esta gerada por tanta desigualdade? Tanta diferença de vida no mais essencial?
é este insulto a quem trabalha e mal consegue chegar com uns tostões ao meio do mês! e que jovens podem ficar tranquilos e sem revolta, numa idade em que o sangue fervilha diante da humilhação constante que é a vida dos seus esforçados pais?
Mudem os Políticos e as Politicas que têm levado Portugal ao caos, e um Portugal sadio alegre e calmo verá o dia!
CONTINUA AQUI:
http://nossaspoesiaslibertarias.blogspot.com/
Marília Gonçalves

Marília Gonçalves disse...

Companheiro

o texto segue no meu blogue:25 de Abril para todo o Sempre, e não quis postar pelo grande respeito que me merece o doloroso momento que vive e o seu luminoso grito por sua Mãe
com todo o meu respeito
Marília